AS "SANTAS"

São mulheres vivendo os seus sonhos. Muitas acreditam em fadas, gnomos, príncipes, princesas e amores de outro mundo. Não. Elas não são loucas, nem doidas e nem pirada. Elas simplesmente desejam viver com prazer.

Arquivar 30 de agosto de 2021

Nossa! Fiquei super nervosa…

Tenho 37 anos e sou casada há mais de 4 anos. Sou secretária de um diretor numa empresa de WEB. Acho que tenho um corpo bonito, pois sou muito assediada pelos homens e algumas mulheres também. Gosto especialmente das minhas pernas e da minha bundinha, que é bem formada. Meu marido Marcelo trabalha na mesma empresa que eu. Aliás, foi nela que nos conhecemos e nos casamos.Tudo começou no mês passado, quando o Seu Carlos, meu chefe, me chamou em sua sala e me comunicou que teria que fazer corte de funcionários para reduzir a folha de pagamento e que…

Ler mais

Adoro fazer umas loucurinhas…

PACIENTE 30821.2 Tenho 27 anos e sou casada a quase 10 anos. Adoro fazer umas loucurinhas, mas sou super discreta. Dizem que sou muito bonita, gostosa e sensual. Na verdade, sou uma morena, com 1.67m e 57 Kg, tenho olhos castanhos, cabelos castanhos e compridos. Tenho uma bunda grande, bem redondinha, cintura fina e seios médios.Eu moro aqui em Niterói, o conheci  no trabalho, onde ele foi comprar uma roupa, foi educado e galanteador, um charme de hipnotizar, trocamos celular depois de uma conversinha rápida, passamos a conversar e eu me senti super atraída.Ele é casado, muito lindo, mais velho…

Ler mais

-Você está me deixando sem graça…

PACIENTE 30821.1 Era dia de festa da empresa que meu marido trabalha, e lá fomos nós. Dei aquela produzida básica no visual, nada muito exagerado, para não chamar muita atenção. Vestia uma saia bem acima do joelho, nada vulgar e uma blusa de seda estilo camisa masculina, sandália salto 5, para compensar um pouco minha altura. Como meus seios ainda estão firmes, graças a Deus, em festas, dependendo da blusa, não uso sutiã. Já na chegada muitos olhares e apresentação, colegas do meu marido, amigos, esposas etc. Sentamos à mesa para o jantar com mais um casal e um colega…

Ler mais

Lê, quem você quer primeiro?

PACIENTE 27821.1.2 Preocupada com meu casamento de doze anos gosto a brincar de me exibir em locais públicos, com vestidos curtos que eu sentada, ¨sem querer¨, deixava subir mostrando as coxas torneadas. Saias justas marcando bem o bumbum fato e redondo. Ou sem sutiã, com blusas decotadas transparecendo seios opulentos, apenas para notarmos olhares cobiçosos de outros homens. Sei que isso excita Alex, meu marido e confesso, faz bem para meu ego.   Até hoje, só três homens me possuíram. Foi difícil processar isso na minha mente, para uma esposa até então fiel, dona de casa mãe de dois filhos.    Na cama,…

Ler mais

Eu louca para tomar um banho.

PACIENTE 27821.1       Na ocasião fui abordada por um sujeito insistente que queria me possuir de qualquer jeito. Sempre que transamos, meu esposo lembra daquilo, perguntando se eu teria coragem de dar para o desconhecido. E fica fantasiando como teria sido, se eu tivesse aceitado a proposta.       Sou uma mulher comum, dona de casa, mãe de dois filhos, trintona, com algumas gordurinhas e celulites. Coxas grossas e bunda volumosa. Fora meu marido, só tive um outro homem na minha vida. Transei com um primo, com a cumplicidade do meu marido. Não tive coragem de fazer ménage, porque achei constrangedor me entregar…

Ler mais

Vim ao consultório dirigindo e liguei o rádio…

Ouvir uma música que veio mesmo a calhar, pois ando com uma fome de arte, ando com saudades da beleza, ando com saudade de tudo, saudade de alguma delicadeza, paz, pois já não aguento mais ser apenas uma esponja absorvendo e analisando os transtornos das pacientes. Ando meio desesperançado, mas essa canção de volta a minha mais antiga lembrança de amor. Isso mes­mo: a canção me trouxe uma cena que, há mais de 50 anos, me volta sempre. Sempre achei que esse primeiro momento foi tão tênue, tão fugaz, que não merecia narração. Mas vou tentar. Eu devia ter uns…

Ler mais

Era atraente…

PACIENTE 23821.4 Uma noite, eu estava em casa sozinha, pois meu marido viajou com meus dois filhos para ver os avos. Nesse dia, estava me sentindo sozinha em minha própria cama, rolando de um lado para o outro. Enfim, como não conseguia dormir, me levantei, peguei meu hobby e fui ao computador para me conectar à internet. De tanto andar de sala em sala, acabei tento curiosidade em entrar em uma de sexo. Ao entrar, dei de cara com Marcelo. conversamos muito; trocamos ideias e, enfim, começamos a falar de coisas intimas. Marcelo tinha o dobro de minha idade, já…

Ler mais

…gostoso sem me importar com a plateia.

PACIENTE 23821.3 Sou morena, estatura baixa, cabelos compridos, bumbum grande e muito fogo. Meu marido Lucas, é branquinho, com sardas, estatura média e também adora uma putaria.Eu adoro transar de janelas abertas, ou em locais públicos. E ele diz que quanto mais putinha, mais ele gosta. Somos um casal bem safado. Sou louca pra que alguém veja nosso showzinhoEm um carnaval, fomos para o litoral, e em uma das noites fomos dar uma volta na praia... Eu já fui de saída de praia e antes de sair do carro tirei a calcinha. A praia estava praticamente vazia, apenas um casal…

Ler mais

Mas a surpresa não para aí…

PACIENTE 23821.1 Bom após a noite de descobertas que tivemos, fiquei muito pensativa em tudo. Nosso andar descalça realmente me deixava sentindo liberdade, coisa que comecei a fazer em casa mais seguido. Andar sem calcinha ainda era pra poucos momentos, mas já arriscava dormir sem as vezes. No decorrer dos dias muitas vezes nossa "professora" nos incentivava a fazer coisas diferentes, tipo ir no mercado de short, dormir nua, usar camiseta sem sutiã (apesar de serem peitos pequenos mas já presentes) e outras coisa que pra nós era diferente.      Passado um tempo, minha mãe e pai falaram que tinham que ir…

Ler mais

Sorri sem graça e pedindo desculpas…

PACIENTE 20821.1 Distraída e olhando meu celular eu entrava na portaria do prédio quando dei de cara com você. Tropecei em meus próprios pés logo quando bati em seu peito e você me segurou pelos braços, forte, seu peito de encontro com o meu e seus olhos atentos me olhando tão sério. Sorri sem graça e pedindo desculpas, estávamos entre os dois portões da entrada do prédio, a grade do portão em minhas costas acho que você me olhou por alguns segundos antes de me perguntar se eu estava bem.Disse que sim e pedi desculpas novamente envergonhada pelo descuido e…

Ler mais

Meu pai era do tipo ciumento…

PACIENTE 18821.2 Meu pai era do tipo ciumento, vivia controlando minha mãe, sempre que  ela colocava uma roupa mais ousada ele já dizia que ela estava procurando homem, as vezes até acusava ela de ter amante, tudo porque ela gostava de frequentar academia e manter um corpo sarado, mais por questão de saúde do que de vaidade, mas ela ficava muito sensual dentro de uma malha de ginastica mesmo tendo 42 anos, acho que era isso que meu pai tinha ciúme, enquanto  ele mesmo não se cuidava e tinha uma barriga de chopp. Minha mãe que era uma mulher muito…

Ler mais

Como eu não achava emprego…

PACIENTE 18821.1 Me chamo Zilda. Em casa todos me chamam de Zildinha por causa de eu ser baixinha, tenho 1.57 apenas, hoje sou casada, mãe de família vivo bem com meu marido tenho filhos lindos, mas quando  sempre tive uma vida difícil tanto em casa como fora dela, na minha infância e adolescência eu tive que ralar muito, trabalhei de boia fria, trabalhei como babá, mas no interior naquela época não tinha muitas opções então não se ganhava quase nada e por isso quando eu tinha 17 anos sai de casa da cidade pequena do interior pra tentar a vida na capital,…

Ler mais

PRECISO DE SEUS COMENTÁRIOS!!!

ELES ME AJUDAM A SABER O QUE ESCREVER. MAS… PORQUE NÃO PUBLICO A MAIORIA DOS COMENTÁRIOS??? O problema com os comentários abertos e amplos não é que eles corrompam os sentidos dos textos, mas que eles podem dessensibilizar os mesmos; não que eles questionem as paixões; mas que eles podem aleijar as emoções; não que eles encorajam uma atitude mundana, mas que eles (muitas vezes) é uma provocação para obsessões sexuais; não que eles removam os leitores, mas que eles podem distorcer a interpretação dos mesmos. A destreza de comentários é proclamada, mas o amor é negado. O que publicamos…

Ler mais

HOJE ESTOU PESSIMISTA.

Descendo a rua, já não se reconhece a humanidade.  Todos os marcos, tudo aquilo que é importante, que é belo, marcante, se foi. As pessoas adoeceram. Estão doentes de corpo e de alma. Uma doença degenerativa que jamais atinge a morte, mas destrói, destrói, destrói.Descendo a rua, os cenários consomem a si mesmos, corroem-se e devolvem ao mundo nada mais que um refluxo de tédio. Todas as lojas fecharam. Já não há marquises, já não há bares, restaurantes, cinemas, padarias ou risadas. Todo barulho se calou. Todo olhar se apagou. Tudo ruiu. Em seu lugar, somente o pó... e as…

Ler mais

CARLA E SUA IRMÃ- A HISTÓRIA CONTINUA….

CLARACARLA Tirei o shortinho de Carla, puxei o biquíni de lado, passei meu pau na buceta para dar uma meladinha e coloquei a cabeça no cuzinho dela e pedi, vem minha potranquinha, rebola gostoso e engole seu pau, logo ela veio chegando pra trás e meu pau entrou facinha naquele cuzinho, ela já estava acostumada a dar o cu, amava dar o cu, sentia prazer em dar o cu, e eu a cada dia mais me sentia mais viciado em fazer esta vontade dela.......meti no cuzinho dela ate gozar, enchi o orificio de porra, depois terminei de tirar a roupa…

Ler mais

O céu estava carregado de nuvens cinzentas…

PACIENTE 9821.3 Era o último voo, chegaria pela manhã, alguém do hotel iria buscá-la no aeroporto. Estava enjoada não aceitou o jantar de bordo, pediu uma Coca com gelo, enquanto assistia ao filme. Barbara sempre gostou de filmes de amor, melodramas, histórias arrebatadoras. Talvez “As pontes de Madison” não fosse o melhor filme para o momento, acreditava que a viagem lhe faria bem. O céu estava carregado de nuvens cinzentas, mas fazia calor quando desembarcou, um jovem sorridente, com o uniforme do hotel, esperava por ela. Na van ia admirando as belezas da cidade. A estrada asfaltada costeava a faixa…

Ler mais

Tomei uma ducha quente, revigorante…

PACIENTE 9821.2 Cheguei cansada, noite mal dormida pela acúmulo de serviço, manhã tensa, problemas não resolvidos, e meu corpo em frangalhos. Tinha somente 1 hora de descanso pois almoçar mesmo era o que eu menos queria. Tomei uma ducha quente, revigorante, e me joguei na cama sobre o ededron, totalmente nua e molhada e dormi em poucos minutos. Não notei a entrada deles. Parecia apenas um sonho, sentia toques suaves em minhas costas, nas minhas pernas, entre minhas coxas; leves como plumas, macias como pétalas foram tornando mais intensas as sensações, arrepios percorrendo minha espinha até a nuca; me acomodei…

Ler mais

…que espetáculo de cidade!

PACIENTE 9821.1 Mês passado, fiz uma viagem inesquecível. E eu, não poderia deixar de vir aqui te contar né? Eu e meu gatinho fizemos uma viagem com mais um casal de amigos, Eduardo e Bel. Dois queridos, divertidos e safadinhos. Foram oito de viagem, até chegarmos em Madri, foi cansativo, mas na chegada... que espetáculo de cidade! Vibrante, iluminada, arquitetura fantástica e pessoas extremamente elegantes. Tinha tudo para ser a viagem dos sonhos. Chegamos e fomos direto para o hotel. Estávamos em um quarto com uma vista divina para a Plaza del Sol, com direito a banheira e uma lareira,…

Ler mais

Num desses feriados fui visitar o Arthur que tem um sítio…

PACIENTE 6821.3 Num desses feriados fui visitar o Arthur que tem um sítio... encontrei com ele (quem ja havia saído algumas vezes) ele tem um haras ali e me convidou para dar uma volta na fazenda.... como dizer não para aqueles olhos penetrantes é praticamente impossível coloquei uma roupa apropriada para montaria e fomos cavalgar. Depois de nuns 30 min chegamos na represa e com o calor que estava não resisti a um mergulho. Não estava de biquíni então entramos sem nada mesmo.... a agua fria me fez arrepiar. Mas na verdade acho que foi o tesão de ver aquele…

Ler mais

ROCK IN RIO

PACIENTE 6821.2 Apesar de historia parecer inacreditável, eu garanto que tudo que você vai ouvir aqui é 100% real. Antes de começar a ouvir, deixe de lado seus preconceitos e permita-se conhecer o meu mundo. Eu sou a Lua, sou poetisa gótica e escritora amadora, alguns devem me conhecer pelo meu instagram, e o relato a seguir aconteceu em outubro de 2019, quando viajei com uma galera pra um show de rock no Recreio dos Bandeirantes. O show no ginásio Gigantinho reuniu três bandas que eu amo em único lugar. Whitesnake, Scorpions e Helloween. Guardo ótimas lembranças do último show…

Ler mais

Eu sinto falta de ser preenchida…

PACIENTE 6821.1 Eu sinto falta de ser preenchida Dr., mas de sentir pulsar, de colocar um pau na boca e sentir pulsar, não um consolo que fica só na vai e vemNunca imaginei que nessa altura meu pau já estivesse duro e marcando a calca. Ela percebendo que estava conseguindo me deixar em ponto de bala, fala:Não sinto um pau na boca ha anos.Ela segura meu volume com a mão direita, se deita de lado e começa a abrir minha calca. Eu largo o que estava fazendo e seguro a mão dela, não posso fazer isso aqui, e se me…

Ler mais

TRATAMENTO DIFICIL…

PACIENTE 4821.3 Alguém acreditaria na existência de uma pessoa inocente às portas do novo milênio com o advento da internet, e a massificação dos meios de informação disponíveis a todos? Pois é. Gláucia era assim. Segundo namorado, e marido (até mesmo porque o primeiro tinha sido um calhorda que só queria a sua boceta), que também queria a sua boceta, mas acabou ficando com o resto! Um casamento precoce, filho precoce e rotina muito mais precoce.Mauro, seu marido, era um homem comum, sem grandes qualidades – tanto dentro como fora da cama – e que se sentia apenas um provedor…

Ler mais

Vir urgentemente a Lisboa…

PACIENTE 2821.2 Eu e o meu marido fomos passar uns dias pelo norte de Portugal e estávamos num hotel no Porto quando o meu marido foi contactado para vir urgentemente a Lisboa devido a um problema que tinha surgido na empresa onde trabalha. Eu ofereci-me para vir com ele, mas ele disse-me para ficar pois ele iria e vinha no outro dia para continuarmos as nossas férias. Assim foi. Por volta da hora do jantar já eu estava sozinha . Fui jantar ao restaurante do hotel e depois fui até ao bar passar um bocado da noite. Depois de já…

Ler mais

Meu marido viajou com minhas três filhas para ver os avós…

PACIENTE 4821.1 Uma noite, eu estava em casa sozinha, pois meu marido viajou com minhas três filhas para ver os avós. Nesse dia, estava me sentindo sozinha em minha própria cama, rolando de um lado para o outro. Enfim, como não conseguia dormir, me levantei, peguei meu hobby e fui ao computador para me conectar à internet. De tanto andar de sala em sala, acabei tento curiosidade em entrar em uma de sexo. Ao entrar, dei de cara com Igor. conversamos muito; trocamos ideias e, enfim, começamos a falar de coisas intimas. Igor tinha o dobro de minha idade, já…

Ler mais