AS "SANTAS"

São mulheres vivendo os seus sonhos. Muitas acreditam em fadas, gnomos, príncipes, princesas e amores de outro mundo. Não. Elas não são loucas, nem doidas e nem pirada. Elas simplesmente desejam viver com prazer.

Num desses feriados fui visitar o Arthur que tem um sítio…

Num desses feriados fui visitar o Arthur que tem um sítio…

PACIENTE 6821.3

Num desses feriados fui visitar o Arthur que tem um sítio… encontrei com ele (quem ja havia saído algumas vezes) ele tem um haras ali e me convidou para dar uma volta na fazenda…. como dizer não para aqueles olhos penetrantes é praticamente impossível coloquei uma roupa apropriada para montaria e fomos cavalgar.


Depois de nuns 30 min chegamos na represa e com o calor que estava não resisti a um mergulho. Não estava de biquíni então entramos sem nada mesmo…. a agua fria me fez arrepiar. Mas na verdade acho que foi o tesão de ver aquele corpo enorme de 1,88 nu com a piroca ereta
Ele foi se aproximando com os olhos fixos nos meus… e não consegui me mover de tanta ansiedade…. aquela boca se aproximando ia deixando meu bico do peito duro e a buceta formigando…. enquanto aquela mão forte… Grande ia percorrendo meu corpo debaixo da água… aqueles dedos entrando e saindo de meus orifícios… eu ia ficando ofegante e cada vez mais me entregando ao prazer…. acho que eu estava com tanto tesão que podia jurar que a represa estava mais cheia só com meus fluidos…. saímos da água e ele me fudeu gostoso na margem… na grama mesmo… meu corpo coçava do contato com o mato, mas que se dane…. o desejo era muito maior que isso… e meus gemidos enquanto a pica entrava com força e os gritos nos orgasmos enquanto estava arreganhada e era arregaçada por aquela pica gostosa e grande eram altos… sem controle…. faziam eco e escutar eles me deixava louca….
Voltamos para o haras e fui ajudar a tirar o arreio do mustangue… quando estava tirando a sela senti a mão do Arthur por dentro da minha blusa puxando o sutiã e brincando com meus seios enquanto a outra me segurava pelos cabelos puxando pra trás e a boca mordia meu pescoço… quanto mais ele me xingava mais eu pedia pra ele me comer… Que puxão de cabelo foi aquele me dominando…. me deixando sem chão… quanto mais brincava com meus seios mais sentia a piroca dele dura ainda dentro da calça… mais meu tesão aumentava.
Ainda me segurando pelo cabelo ele baixou minha calça…. rasgou minha calcinha…. me apoiou em uma sela que estava no chão com as pernas abertas e me chupou com tanta voracidade que gozei naquela boca me contorcendo incontrolavelmente.
Voltou a me pegar pelos cabelos e me levou para um monte de feno no canto do estábulo…. me virou de costas pra ele…me colocou de 4 e me comeu gostoso como um garanhão cobrindo sua égua… me deixando dominada com sua força… os tapas queimavam e a pica entrava cada vez mais fundo… quando eu ia gozar ele me puxou pelos cabelos pra trás como um cavalo empinando e foi assim que me senti… uma potranca sendo adestrada e caralho… que gozada….
Já sem forças senti ser puxada novamente e quando dei por mim estava com aquele cacete entrando na minha boca… fudendo fundo ate a garganta e sentindo aquele leite quente sendo despejado na minha goela…. era tanto que escorria pelo canto da boca e ele urrava como um animal selvagem….
Depois disso só consegui ficar deitada no feno até recuperar o fôlego e pensar em um novo encontro com aquele homem…. e que aconteceu…


De volta ao sítio!!!!


Chegamos na sexta a noite… éramos um grupo grande tinha gente ate acampado no gramado…. acendemos uma fogueira e ficamos batendo papo tomando cachaça do alambique do sítio e quando percebi Arthur já estava sentado atrás de mim me prendendo com aquelas pernas enormes daquele homem de quase dois metros…. todo mundo conversando e ele sussurrando no meu ouvido nossa ultima tarde juntos no estábulo do haras quando gozamos feito animais…
Já não conseguia mais prestar atenção nas conversas… estava totalmente envolvida naquelas lembranças… a mão dele ia me apalpando… apertando… subindo e descendo pela minha coluna… passando de leve nos meus seios por baixo da blusa… colocando os dedos por dentro da minha calça até tocar meu grelo… minha respiração ia ficando alterada sentindo aquela pica crescendo dentro da calça dele e roçando nas minhas costas… na minha bunda… sem poder transparecer….  Que sensação deliciosa…. ele pegava minha mão e guiava ela até a piroca dele para sentir o quanto ele estava com tesão e eu ia ficando cada vez mais louca desejando aquele delícia de pica me arregaçando toda … nesse momento lembrei que tinham me contado que ele estava namorando levantei dei boa noite e fui para meu quarto tremendo por dentro de desejo… apaguei a luz…. tirei a roupa…  e comecei a me masturbar para gozar gostoso e amenizar aquela vontade louca…. não tinha levado meus brinquedinho então usei o que tinha… escova de cabelo…. o cabo entrava e sai de meus orifícios num ritmo alucinado até eu soltar uns gritinhos quando atingi um orgasmo maravilhoso.
Passei o dia fugindo dele mas a noite na festa foi impossível…. bebemos muito… dançamos muito… e acabamos indo nadar no meio da noite…. ele entrou na piscina e eu fui pra sauna…. fique uns 15 min na sauna com minha amiga até o Arthur aparecer…. ele entrou a assessora dele e eu estávamos só de calcinha e sutiã… ele sentou na minha frente com aqueles olhos penetrantes e perguntou porque não queria ficar perto dele.
Minha amiga que não e boba viu que estava sobrando e saiu da sauna… depois de uns minutos de conversa e tudo esclarecido. Arthur trancou a porta da sauna e veio pra cima de mim dizendo que não tinha dormido na noite anterior com vontade de me fuder…. tirou minha pouca roupa com força e me chupou toda com muita força… com muita vontade… a língua voraz as mordidas no grelo enquanto enfiava um… doi… tres… dedos na buceta bem fundo…. gozei naquela boca gostosa e não tive como não retribuir o carinho…. cai de boca na piroca…. lambendo de cima em baixo… massageando aquele cacete duro…. colocando todo na boca ate o saco e engasgado…. quando senti aquele leite quente grosso descendo pela garganta pirei e não conseguia parar de chupar… ele urrava de tesão…..
Assim que saímos da sauna um grupo chamou para jogar sinuca… tinha uma mesa profissional incrível e como Arthur não resistia a um jogo de sinuca fomos participar… depois de um tempo uma a uma das pessoas foram indo dormir… já era umas 4 da manhã e ficamos só nos dois juntando as garrafas e pratos sujos…. apagamos as luzes da salinha de jogos e senti ele me puxando até a mesa…. me sentou na beirada da mesa e começou a tirar minha roupa…. me reclinou e foi me chupando meu bico do peito estava duro e quando ele passou a língua por eles estremeci toda….me contorcia de prazer e foi quando vi que ele acendeu apenas a luz que ficava no centro da mesa dizendo que queria ver minha cara de prazer…. me comeu ali eu de barriga pra cima… com a perna totalmente arreganhada e ele socando na minha buceta que parecia um rio de tão molhada…. me puxou pelo cabelo com aquela mão forte e pesada me tirou da mesa… me virou de costas pra ele… empurrou meu corpo para deitar com metade dele na mesa e meteu de costas em pé…. batendo gotoso na minha bunda… deixando vermelha
Caralho que delícia estava aquilo e gozei muito gotoso assim eu já estava descontrolada… com as pernas bambas… sem conseguir me manter em pé… ele percebendo isso… ainda me puxando pelo cabelo me colocou totalmente em cima da mesa… de 4 como uma cadela subiu num banquinho na beirada da mesa para ficar com a pica na altura da minha cara… e fudeu minha boca com força enquanto apertava meus peitos…. ele me virou de costas ainda de quatro e me comeu por trás parecia que até o saco entrava de tão fundo e forte e gritava cheia de medo de alguém acordar e ouvir… o volume dos gritos aumentou de tão alucinada que eu estava e ele tapou minha boca enquanto eu gozava naquele pau DELICIOSO…. Ele me deitou de barriga pra cima no meio da mesa só com a luz central iluminado meu corpo e me deu um banho de porra… muita porra… que me lambuzou de cima embaixo…. depois de nos recuperamos um pouco ele me deu a blusa dele para me limpar… e fomos cochilar um pouco…. nesse mesmo dia depois do almoço fui embora…. essa foi nossa ultima vez juntos… só nos vimos novamente uns 10 meses depois….

hunsaker

Sou o que sou. Sou incoerente por vezes, sou sonhador sempre, temo o desconhecido sem contudo deixar de arriscar, tenho planos e projetos, construí e ví cair em minha frente castelos. Como um anjo voei aos céus mas longínquos, e como um cometa caí. A queda me machucou, contudo me fez mais forte. Sou falho e impreciso. Simplesmente indefinível, enfim sou apenas um IGOR mas, o IGOR HUNSAKER.