NOVO LIVRO

Caminhais em direção da solidão?? Eu, não, eu escrevo livros. PRÓLOGO Eu, Ana, ai de mim, sou uma mulher entediada. A vida me pesa, não há nada que me interesse e não encontro sentido na existência. Tenho a alma envelhecida, sinto-me um trapo, um lixo, estou ressecando. Vivo no tédio enquanto as horas vão limando Leia mais… »

Desculpe-me querida, ontem estava tão cansado que não te esperei chegar.

PACIENTE 1720.1C Bem já fazia quase dois anos que estávamos juntos, saímos ao menos umas duas vezes por mês no mínimo. E os encontros aos poucos foram se intensificando. Cada vez mais próximos… Teve uma semana que encontramo-nos três vezes. Já estávamos perdendo a noção do perigo. Mas cada encontro parecia que era único. Que Leia mais… »

Aquele pau estava uma pedra, uma delicia do jeito que gosto.

PACIENTE 1720.1B Bem como já dizia em meus outros relatos… Meu casamento esfriava cada vez mais na cama. Já não tinha aquele tesão, aquela vontade doida, não tínhamos mais aquelas transas, já estava de tornando mecânico… Quero dizer…em casa!! Cada vez mais me envolvia com meu amante. Meu amante, confidente, amigo. Até mudei por ele, Leia mais… »

O incesto, se ambos são maiores e nenhum está sob ameaça ou violência, é permitido pela lei brasileira, ainda que seja um tabu moral e religioso.

Mas, do ponto de vista jurídico, ele jamais gerará uma união estável, ainda que os envolvidos queiram criar tal união. Isso porque, ainda que a conduta não seja delituosa, ela é rechaçada do ponto de vista cível, que não quer que pais e filhos, através de um relacionamento sexual entre si, constituam famílias ou relações Leia mais… »

Cresceu diante dos meus olhos e me fez perceber que ao crescer em minha vida se transformou em AMANTE!

PACIENTE 29620 D CAPITULO IV Oi meu doutor, tudo ótimo com você ? Já que você gosta muito das minhas histórias com meu afilhado, hoje vou contar a primeira vez que transamos na minha cama. Depois do que aconteceu no sítio, eu perdi totalmente o controle da situação com meu afilhado, o que já era Leia mais… »

Afilhados nos divertem, alegram, fazem a gente rir, nos idolatram, são grandes amantes, nos ensinam o olhar de tesão!

PACIENTE 29620 C CAPITULO III Olá meu doutor, tudo joinha com você ? Hoje vou contar uma loucura que eu e meu afilhado fizemos em uma festa. Eu tenho uma prima que é casada com um homem que tem bastante dinheiro, ele é fazendeiro e também tem outras ocupações, mas o carro chefe dele, o Leia mais… »

Ola meu amigo Igor, tudo bem com você? Espero que sim, para mim esta sendo um prazer escrever para você.

CAPITULO IV Nossa vida de casados, estava a mil maravilhas, já tínhamos mobiliado a casa inteira, uma casa do jeito que gostava bem fechada onde podíamos ficar a vontade quando era possível, tinha até um rancho com churrasqueira onde colocamos alguns bancos onde ficava tomando sol. Mais uns meses depois veio uma crise grande na Leia mais… »

Oi amigo, estou voltando e continuando minha historia, obrigado que leu e retornou para saber mais a meu respeito.

CAPITULO III As minhas aventuras como casada me surpreendia a cada dia, o tesão que sentia em nossas transas eu nunca tinha sentido antes, confesso que por varias vezes transava com meu ex e não chegava a gozar, mais agora era diferente, tinha dois ou mais orgasmos por vez. Com um tempinho praticando, ele falava Leia mais… »