Mês: março 2019

SAUDADES…

Imagem relacionada

Sim! Eu sei que nem todas as saudades são doces!


Mas não quero falar da saudade onde os poetas imortalizaram os seus amores impossíveis, não é da saudade de alguém que foi embora e nunca mais voltará, não é da saudade de alguém que não sente o mesmo e nunca vai perceber a sua…
É da saudade boa, leve e correspondida que me refiro.
Aquela que faz acordar sorrindo e pensando o quanto é bom sentí-la.
Saudade das lembranças, do beijo, do cheiro e dos desejos.
Saudade dos corpos juntos e dos abraços.
Saudade da voz e dos gestos.
Saudade de alguém que você sabe que vai encontrar de novo.
A espera é por vezes cruel!
Os ponteiros rastejam.
As horas riem despreocupadas.
O coração aperta e dispara.
O sabor do beijo já passou, o perfume já não está no seu corpo.
A imagem do rosto se confunde na memória.
E o sorriso se não fosse tão lindo, já teria sido apagado.
É hora de acabar com a distância!
O encontro é iminente!
Foi desejado, mas nem por isso planejado… vai acontecer.
Peito arfando, mãos tremulas, sorriso rasgado, ansiedade, tensão, alegria… chegou a hora de rever.
É bom olhar nos olhos, sentir o toque e se jogar sem medo nos braços desse alguém… sem se preocupar com o que vem depois, apenas vivendo cada minuto desse momento especial.

Sensação boa de estar um perto do outro…grudados como se não fosse permitido se afastar, uma obrigação criada apenas pela vontade de ficarem abraçados.

Agora sim… saudade aliviada!!!
Será?
E quando se separarem de novo, ela acaba?
Bom… se não acabar, tenha certeza que essa saudade não é boa…

é ótima!!!

NÃO SEI SE É SONHO OU REALIDADE…

EU…

Resultado de imagem para SENSUALIDADE GIF

Ela dorme em seu aconchego. Eu apenas observo. Observo as curvas mal cobertas pela camisola entreaberta, a coberta ainda aquece um dos pés, o outro apenas repousa, exposto de forma seduzente. Delicado, pequeno, bem cuidado.

A camisa ainda expõe os seios de tamanho perfeito, entre médios para fartos. As nádegas redondas, o pedaço para o mau caminho, está ali, um pouco mais de canto, sendo sustentadas por uma lingerie de algodão, daquelas confortáveis e que deixam um ar de “Lolita” à cena.

Eu começo a traçar,com meus dedos, o contorno de toda curva de seu corpo, enquanto ela ainda sonha um sonho bom, o qual a faz exteriorizar um sorriso meigo, calmo e sereno.

O beijo repentino na barriga. Depois nas coxas, os dedos ainda contornam a forma da calcinha,fazendo com que a pele seja submetida a uma pequena onda.

Eu passo o nariz entre os seios, sentindo o cheiro dos cremes noturnos, aquele que fica na memória, mas é o cheiro do calor dela que eu quero, o odor do pecado que surge de suas entranhas, do líquido branco que ela costuma soltar na lingerie quando excitada e que me favorece a penetração.

Eu já estava banhado, apenas de cueca box preta, a camisa verde musgo já estava vestida,porém não abotoada.

A xícara de café solta o vapor e o odor do amanhecer, de momentos incríveis vividos nas manhãs mais alegres e românticas, as quais decorrem de uma noite agitada e acalorada.

Eu pego a bebida e toma um gole. Sento o odor do café forte, intenso, o qual lhe traz à mente a ideia ímpar de brincar com a temperatura.

Eu vou até a cozinha, pega um balde de gelo e levo para o quarto. Ela ainda repousa. O sorriso no rosto demonstra que o sonho é agradável ou que a noite anterior lhe deixara marcas no espírito, no coração.

Eu, então, pego uma pedra de gelo e começa a passá-la no pescoço, no pé de ouvido, embaixo dos seios fazendo o contorno perfeito. Ela acorda.

Com tranquilidade eu tampa a sua boca. Fiz um sinal negativo com a cabeça. Não quer que ela se manifeste.

Então, eu ingere mais um gole do café e começa a beijar cada região que acabara de ser explorada pelo gelo, criando um choque térmico na tez dela, arrepiando os pelos e fazendo-a com que gemesse de prazer.

Eu começo pelo pescoço, depois as orelhas, seios.

Chupa, lambo, mordisco.

Continuo em minha viagem de exploração, como se fosse James Cook em uma de suas jornadas históricas.

Eu estava decidido, iria fazer história ali.

Os olhos azuis dela, diziam mais do que qualquer palavra poderia dizer. Era de desejo, tesão.Os bicos tesos corroboravam a sensação.

Ela já não aguenta mais de tesão, ele percebe.

Retira a camisa para utilizá-la como amarras, hoje ela seria amarrada na cama, estaria fadada apenas em sentir prazer, para que tudo fosse intenso.

Então eu beijo abarriga dela. As mãos acariciam os seios, os lábios correm toda a extensão do abdômen, chega até o limite da calcinha, o qual eu contorno com a língua.

Em seguida, eu passo a mão no ventre dela, sente a umidade, quando afasta um pouco, percebe que o liquido praticamente escorre de dentro dela.

Sem hesitar, eu coloco a boca na buceta rosada, lambo.

Me lambuzo. Enquanto eu exploro o órgão, segura-a pela cintura, dando apoio para que ela se contorça, se movimente.

O grelo duro demonstra o tesão. Eu faço carícias.

Então, eu coloco o pau para fora e aproxima da sua boca. Ela abocanha o membro, querendo engolir. Enquanto ela brinca com o meu pau, eu continuo a acariciando na buceta.

Dois dedos dentro. O dedão cuida de acariciar o grelo durinho.

Ela chupa com vontade. Alterna força com intensidade e carinho. Embora não tenha as mãos livres, representa com a boca, usa os lábios como poucas.

Eu aumento a intensidade da mão.

Em seguida eu a penetra. Devagar, gostoso, lento, suave.

Começa-a a beijar na boca. Beijo intenso.

Não demora muito e ela goza, molhando o meu pica dura.

Em seguida, eu tiro o membro e esporro na barriga dela.

Depois, ainda espalha o gozo, resultado do pecado e sente que ela ainda treme.

Sempre de prazer.

Ambos gozamos de forma indescritível e rumaram para o banho.

VOCÊ…

O dia estava claro e fresco como uma manhã de outono. Eu sentia o vento balançar meus cabelos longos e minhas roupas leves. Era tudo lindo, tão vivo, tão colorido. Tudo interligado, as pessoas, os carros, casas, rios, árvores. Lá do alto tudo fazia sentido, da maneira como tinha que ser, cada um com o seu propósito, a própria existência justificando as demais.

Cada lugar que eu passava era uma sensação diferente, uma energia, uma vibração que passava pelo meu corpo, era uma descoberta nova dentro de mim mesma.

Voar me mostrava muito mais de mim, muito mais do que eu sentia sobre o mundo, do que ele tinha a me mostrar. E era muito bom. Essa sensação subia e descia pelo meu corpo, uma agonia boa, eu podia dançar pelos céus, brincar com o vento, rasar pelos rios,sentir o frio da água e o calor do sol ao mesmo tempo.

Eu caio na água fria. Acordo. Meu homem está ao meu lado, me observando, provavelmente meu corpo descoberto atiçava seus pensamentos. Ele me cobre a boca. Mas não sei oque ele quer, não me deixa ao menos dizer um bom dia.

Depois de um gole de café, começa a beijar meu pescoço, minhas orelhas, meus seios. O calor da sua boca na minha pele estava diferente, muito mais intenso dessa vez, eu acendi na hora. O melhor bom dia. Quanto mais a boca quente e macia dele se dedicava em meu corpo, maior a onda de prazer que crescia em mim. Sentia minha vagina sorrir para ele, meus mamilos duros me denunciando, eu não queria esconder nada, só queria ele em mim, fazendo o seu melhor.

Ele amarrou meus braços na cama com a sua camisa. Eu estava entregue, indefesa, meu castigo era sentir o máximo de prazer. Apesar da virilidade da cena, ele beija de leve minha barriga, acaricia meus seios, me toma com a boca, o que faz meu coração disparar. A barba por fazer passando pela minha pele, contrastando com a boca e a língua macia me causava arrepios, os melhores que eu poderia sentir.

Eu me entrego,fecho os olhos, estico o meu corpo, minha vagina está implorando por ele, até que finalmente sinto sua língua, sua mão sobre minha calcinha molhada, ele afasta, certeza que fica observando e salivando, o pau duro por mim, estou chamando-o com meu corpo da forma mais silenciosa e maravilhosa que existe.

A boca quente me toma por inteira, era tudo o que eu queria, meu corpo se contrai pedindo mais,a língua dele se movimentando em mim, macia e devagar, firme e rápida,intercalando, era perfeita, ele sabia fazer isso como ninguém, eu mal podia aguentar, me causava espasmos, minha respiração ofegante, meus gemidos, o melhor sofrimento de todos, mas eu queria mais, eu rebolava na boca dele, sentia a barba nas coxas e virilhas, meu clitóris quase explodindo. Abro os olhos e a visão da cabeça dele no meio das minhas pernas era perfeita, ele se dedicando amim era tudo o que poderia querer naquele momento e em todos os outros.

Ele coloca o pau quente e úmido na minha boca, está latejando, eu só quero engolir ele, chupar com força e com jeito, olhando nos olhos deles, ele gemendo, faço mais devagar,mais rápido, sugo as laterais, contorno a cabeça com a língua, chupo só ela,quero observar como ele gosta mais, mas é um pouco difícil a concentração, poisa mão ágil dele continua trabalhando em mim, no meu clitóris e dentro de mim ao mesmo tempo, quero ele, quero ele mais que tudo, não aguento mais, ele trabalha com a mão mais rápido, eu não consigo mais chupar, eu preciso gemer, quero que ele vá até o fim assim, sei que ele está quase explodindo também.

Está pronto. Ele se encaixa em mim, me preenche com o seu pau grosso, com calma, e começa a me comer de vagar, gostoso, eu mais molhada, movimentos perfeitos, não preciso de muito para gozar. Ele me beija na boca, sinto o seu coração disparado junto do meu. Estamos juntos mais do que nunca. A onda cresce rápido dentro de mim.Ouvir ele gemer quase me mata. Perco os sentidos.

Estou voando novamente, para dentro de mim mesma agora, não quero que acabe, ou melhor, eu quero… não sei mais, é intenso, muito forte, é perfeito, a onda do prazer máximo.

Meu corpo fala sozinho, me contorço, tento me erguer mesmo com as mãos presas, eu não vejo mais nada, reviro meus olhos, me permito voar o mais alto que consigo.

Estou nos céus por alguns segundos, mas dessa vez é real, muito melhor do que no sonho.

Deixo ele gozar em mim, do jeito que quiser, ele pode tudo, ele sabe o que faz, sabe me dominar,me fazer de refém contra o que eu não posso lutar, meu próprio desejo… por ele.

Não houve expressão de nenhuma palavra, mas você me deu o seu melhor bom dia.

Resultado de imagem para SENSUALIDADE GIF

Eu não conhecia esse amigo pessoalmente…

PACIENTE 280319-2

Era um dia frio, sai do hotel com vestido de lã, meia calça e bota, cabelo preso e cachecol…precisava fazer compras no centro da cidade, mesmo com preguiça e com muito frio eu fui, afinal era pra isso que fui até lá.

Logo cedo já estava andando pela avenida principal, ainda com pouco movimento de pessoas, bem tranquilo… toca meu celular, era um amigo de lá dizendo que queria me ver, me chamou pra comer alguma coisa, combinamos um horário e fiquei esperando entrando em uma loja ou outra.

Eu não conhecia esse amigo pessoalmente, apenas pela internet, nos dávamos muito bem, sempre conversamos sobre vários assuntos, inclusive sexo, fantasias, desejos e vontades.

Fiquei imaginando como seria o encontro, tava ansiosa, tive medo e quase não o esperei… mas a vontade de conhecê-lo era maior, então fiquei.

Ele chegou e me deu um beijo no rosto e um abraço bem forte, me apertando contra seu corpo, perguntou como eu estava e fomos andando até uma galeria de lojas, com vários andares.

No caminho eu fui imaginando se poderia acontecer alguma coisa ali, mas depois pensei que era bobagem, que jamais aconteceria, ainda mais onde a gente estava.

Entramos na galeria e subimos no primeiro andar, tinha duas lojas abertas, varias fechadas, um lugar estranho, escuro, senti medo e quis sair dali, mas ele me puxou pelo braço e me beijou loucamente, ali mesmo. Estremeci e ele foi me puxando pra um canto da galeria onde ninguém nos via, me beijou mais uma vez, me apertando e senti seu pau endurecer…. ele estava com uma calça tipo de jogador de futebol,bem molinha, senti mais duro ainda e imaginei que dali eu não saia mais.

Eu já estava com muito tesão, coração acelerado, ele passando as mãos no meu corpo todo, enfiou a mão debaixo do meu vestido e abaixou a meia, colocou minha calcinha de lado,sentiu minha xoxota molhada e quente, ficou passando os dedos e ao mesmo tempo me falando besteira no ouvido, fui ficando mais louca ainda, enfiou 2 dedos na minha xota  e começou a mexer com força, tava enlouquecida de tanto tesão e queria aquele pau duro que eu sentia na minha mão dentro de mim… ele me abaixou, tirou o pau pra fora e enfiou na minha boca, pedindo pra eu engolir ele inteiro, ajoelhada no chão eu chupei o pau dele como se não existisse outro no mundo, um pau grande, grosso e saboroso… chupei muito até ele me puxar, me virar de costas e enfiar ele na minha xoxota, melecada e cheia de tesão.

Começou a bombar devagar e foi aumentando, eu gemia baixinho pras pessoas das lojas não ouvirem,enquanto ele bombava, segurava com força na minha bunda, me dando tapas,apertões, me chamando de gostosa, dizia que não aguentava mais de vontade de me comer e ia descontar aquele desejo todo por mim naquela foda…

Eu tava louca de tanto tesão e gozei muito rápido, ele continuou metendo com força até dar vontade de gozar e perguntou se podia ser na minha boca… eu deixei, tirou o pauda minha buceta eu virei pra ele de joelhos no chão e ele melecou toda minha boca… encostou na parede com o pau na mão e disse…. loira, como você é gostosa….

Estava ansiosa esperando ele chegar…

PACIENTE 280319-1

Estava ansiosa esperando ele chegar, nunca tínhamos saído e não sabia o que podia acontecer, já que as preliminares foram todas por telefone e internet. Ele era médico, lindo, forte, chamava atenção em todo lugar que passava. Eu também não ficava pra trás. Bonita, com um corpo bem torneado.

Ele chegou, entrei no carro e cumprimentei com um beijo no rosto, toda tímida, mal sabia o que conversar, pessoalmente as coisas mudam um pouco. Ele andou um quarteirão e parou o carro. Me atacou com um beijo enlouquecedor ali mesmo, me apertando e passando as mãos pelas minhas costas e pernas, me assustei e pedi pra ele ir com calma, e ele dizia, relaxa gata… depois de muitos beijos ali, eu já estava completamente fora de controle e excitada, ele muito mais…. andamos mais um pouco conversando sobre nossas vidas, o que fazíamos e quando vi ele estava em frente a um motel, levei mais um susto, não deixei ele entrar. Pedi então pra irmos a um driving, esses que namoram dentro do carro, achei que ali eu pudesse segurar um pouco e não deixar rolar naquele dia ainda.

Chegamos,ele me beijou mais e mais, ainda dentro do carro, saímos e me encostou na parede… apertando meu corpo do dele, ele tava excitadíssimo, me passava as mãos por todo corpo e eu falei que estava com medo, não sei, acho que pelo fato de eu ser noiva… estar traindo, isso me deixava confusa, mas ao mesmo tempo louca de tesão.

Parou de me beijar e conversou um pouco, me olhando nos olhos, nas minhas mãos, me acalmou e começou com os beijos de novo…. ahhh que beijos inesquecíveis, talvez um dos melhores da minha vida.

Abaixou a alça da minha blusa, passando as mãos pelos meus seios, por fora do sutiã,dizendo o quanto eram lindos, desabotoou e tirou, chupando eles com muita vontade. Eu reagia apertando aqueles peitos fortes contra mim, como era gostoso, cheiroso, eu tava louca de tanto tesão. Abaixou minha calça, alisou por fora e enfiou a mão dentro da minha calcinha, eu tava muito molhada e ele me olhou e disse: – como você é gostosa… isso porque está com medo, imagina senão tivesse. Isso me arrepiou ainda mais e naquele momento esqueci de tudo lá fora e me entreguei. Passei as mãos no pau dele, tava duro que nem pedra, abriu o zíper, fiquei de joelhos e coloquei ele dentro na minha boca, chupei com vontade, ele tava enlouquecido e não cansava de falar como eu era gostosa, como eu chupava bem. Ele levantou uma das minhas pernas e me penetrou com muita vontade, sempre me beijando muito. Me virou de costas e me apoiou no capo do carro, bombando com força, eu gemia de prazer. Estávamos tão excitados que o gozo veio logo, primeiro eu e em seguida ele. Tirou o pau de dentro de mim e gozou ali mesmo no chão. Foi tudo muito rápido e maravilhoso.

Me abraçou e ficou alguns minutos assim, eu sentia seu coração disparado. Me beijou e nos vestimos.

Me levou pra casa e depois disso ainda saímos mais também…

…até semana que vem…

Imagem relacionada

Haverá um tempo em que o meu “até semana que vem” será: “amor me espera pro jantar”. Haverá um tempo em que ao invés de falar “se cuida”, eu direi: “eu vou cuidar de você”. Haverá um tempo em que a minha grana não será mais com as minhas coisas, serão com as nossas, haverá um tempo em que um sábado com chuva não será desesperador, será acolhedor, pois nesse tempo as gotas em nosso telhado serão a sinfonia do nosso romance… Discutiremos coisas bobas, e os abraços já não serão apenas abraços e sim conforto. Haverá um tempo em que nosso prazer será dividir um sofá ou deitar na cama, agarradinhos, assistindo um filme ou ouvindo uma música. E quando esse tempo chegar, ficarei feliz, é tudo que eu sempre quis… Ter alguém pra amar e ser amado, sentir a energia, te olhar de jeitinho atencioso, como um retardado apaixonado (De uma maneira boa), e dizer te amo a cada cinco minutos, só pra você lembrar que de você, só de estar presente me faz bem.

Sabe um problema que vocês, mulheres, enfrentam hoje?

 É achar que vosso empoderamento virá através do sexo. Não. Vosso empoderamento virá da possibilidade de escolher o sexo. Ou de rejeitá-lo.

O problema de achar que vocês se tornaram mais independentes e poderosas se fizermos muito sexo é cair na armadilha do sexo-obrigação. E não pense que sexo-obrigação é coisa só de mulher casada. Não! Conheço muitas solteiras convictas que acham que só estarão quites com o que o mundo espera delas como “mulheres do século 21” se dormirem com vários caras. Aí se metem naquelas roubadas de sexo horrível com caras que não valem a pena ou que gozam, viram pro lado e as deixam olhando para o teto. É uma espécie de auto-estupro, não?

Resultado de imagem para SEXO

Muitas SANTAS sempre ficam me perguntando por que raios, antes de casar, não transaram com mais homens. Um dia estava ouvindo uma paciente essa frustração, eu lhe disse: “Santa, mas prazer não é matemática”. Pensem com sabedoria! Porque é isso: toda vez que você disser ‘não’ porque não quer mesmo, e também esta exercendo sua liberdade e seu poder. Liberdade sexual não é fazer muito sexo, é ter o ‘sim’ e o ‘não’ na manga e puder usá-los.

Porque o mundo anda ou 8 ou 80 nessa seara da sexualidade feminina: em alguns ambientes você tem que ser a santa-casta-arrependida-da-igreja-com-trejeitos-infantis-de-tão-inocentes; em outros, tem que ser a poderosa-catadora-sedutora-máxima-que-pode-conquistar-todos-os-homens-e-sabe-gozar-e-trepar-e-fazer-amor-às-vezes. Que chato, né? Ninguém percebe que decidir sobre o uso da sua vagina depende só de você? E dos peitos e de todo o resto?

Imagem relacionada

Fico pensando nas situações da minha vida em que se vocês se sentem mais “empoderada” sexualmente estarão sempre em dois extremos. Algumas, viram pro seu maravilhoso e lindo marido e dessem: “Não, querido, hoje não quero. Não é dor de cabeça, é não estar a fim mesmo”, sem receio algum de que aquele partidão do seu lado fosse “procurar em outro lugar” — porque vocês não som só um buraco no meio das pernas e todo o resto do pacote, amigas, ele não acharia em lugar algum. Outras foram como aquela vez, há muitos e muitos anos, que me meteram num armário duma festa, aos beijos, e disse que queria transar comigo em todos os cômodos da casa. Porque ela queria e pronto. Não porque estava apaixonada ou “fazendo a fofa”. Porque estava com tesão por mim. Simples assim.

Imagem relacionada

Em nenhuma das duas situações eu preciso de desculpas para ter desejos ou para não tê-los. Não preciso achar que não queiram transar naquele dia por falta de amor e nem que querer sexo era sinal de amor. Porque eu, um homem que, como vocês mulheres, não preciso fazer violência sexual, vocês são livres para dizer ‘sim’, mas também livres para dizer ‘não’. Porque o sexo é sua escolha. (E o “sim” só é legal porque a possibilidade de “não” existe, não é mesmo? Que seria do “sim” sem o “não”?) Que bom é sair vivendo espevitada pela vida sendo alguém que é, sim, sexual, mas muito mais que isso.

…ser sodomizada.

PACIENTE 200319-3

Não sei o tamanho exato do pênis do meu namorado, mas é grande — do tamanho apropriado. De largura mediana, nem muito fino, nem muito grosso. Lindo. Minha bunda, minhas entranhas, depois de anos de trabalho na barra de balé, estava sendo “destrabalhada”. O pau dele, minha bunda, libertando-se. Divino.

Quando ele me penetra eu deixo sair a tensão, milímetro por milímetro, puxando, apertando, segurando. Sou viciada em resistência física extrema, uma maratona de intensidade libertadora. Solto meus músculos, meus tendões, minha carne, minha raiva, meu ego, minhas regras, meus censores, meus pais, minhas células, minha vida. Ao mesmo tempo puxo, sugo e o trago para dentro. Abrindo e sugando, uma coisa só.
mete no cuzinho.

Bem-aventurada, aprendi, ao ser sodomizada, que esta é uma experiência de eternidade num instante de tempo real. A sodomia é o ato sexual de confiança final. Quero dizer, você realmente pode se machucar — se resistir. Mas se deixar o medo para trás, literalmente ultrapassando-o, ah, que felicidade se encontra do outro lado das convenções. A paz que se encontra além da dor. Ir além da dor é a chave. Uma vez absorvida, ela é neutralizada e permite a transformação. O prazer em si é uma mera absolvição temporária, uma distração sutil, uma anestesia enquanto se está a caminho de algo maior, mais profundo, mais embaixo. A eternidade fica muito, muito além do prazer. E além da dor. A borda do meu cu é o horizonte da sexualidade, a fronteira além da qual não há escapatória. Não para mim, pelo menos.

Acho que ele já sabia a resposta…

PACIENTE 200319-2

Saí do trabalho tarde, louca pra chegar em casa tomar um banho e deitar….
era uma sexta feira e a semana havia sido bem corrida.

Cheguei e fui direto pro banheiro, tirei a roupa e entrei naquela ducha quente e gostosa, devo ter ficado ali mais ou menos meia hora… Enquanto a água caia, meus pensamentos viajavam… pensava em tudo, nos problemas, no trabalho, em sexo…. Sim em sexo, estava louca já, fazia  umas duas semanas que estava numa seca total.

Saí do banheiro com a toalha enrolada no corpo e deitei na cama, liguei a TV e logo meus dedos automaticamente já foram pro canal erótico, fiquei assistindo um filme de duas mulheres, duas loiras lindas e gostosas, fazendo oral e usando vibradores…. que delicia…  fiquei ali vendo aquela cena por alguns minutos, o suficiente pra ficar toda molhada de tesão…  enquanto isso fui me tocando, passando as mãos por todo meu corpo, querendo alguém ali comigo… e tive a ideia de ligar pra um amigo, que nunca tivemos nada pessoalmente, só conversas picantes pela internet…. sabia que ele adoraria estar ali.

Ele veio correndo, tomamos umas cervejas ouvindo musica e conversando a toa… falamos sobre tudo, mas nada do que conversamos pela internet… engraçado como a coisa muda ao vivo… ele tava cheiroso, de calça jeans e camiseta básica, eu de vestido… sem calcinha.

Num certo momento o assunto acabou e ficamos nos olhando, meios sem graça e naquele momento eu já sabia o que ia acontecer.continua depois da publicidade

Ele sentou do meu lado, já passando uma das mãos na minha perna e olhando com cara de tarado pra minha coxa… com a outra mão pegou na minha nuca e me beijou enlouquecidamente… E que beijo…. escorregou a mão em meus peitos “deixa eu sentir esses peitões” ,  “deixa eu ver eles de pertinho”, “que delicia, que loucura” sussurrava em meu ouvido… abaixou a alça do vestido e meteu a boca neles, chupou, mordeu devagarzinho… colocou a mão dentro do meu vestido e viu que eu estava sem calcinha, me olhou dizendo “não acredito”, “sua gostosa”,  “tesuda” …  e começou a acariciar minha xana molhada, enfiou um dedo, mas eu queria mais, enfiou dois e começou a mexer, eu me contorcendo apertando ele contra meu corpo, cada vez mais louca.

Desabotoei a calça dele e peguei naquele pau, grande e duro, ele tirou os dedos da minha buceta e agachei no chão enquanto ele estava sentado no sofá. Comecei a chupar aquele pau gostoso que eu só tinha visto por foto… Que delicia que era, eu chupava como se fosse um picolé, engolia inteiro enquanto as babas escorriam pela minha boca, ele enfiava cada vez mais, até eu engasgar… continuei chupando por mais alguns minutos, quando ele levantou e me disse “quero comer você na sua cama”… me puxou e fomos pro quarto, em pé apoiei meus joelhos na cama e ele atrás de mim levantou meu vestido e me chupou deliciosamente por alguns instantes, enfiou os dedos na minha buceta enquanto falava um monte de besteira no meu ouvido e eu querendo ele mais do que tudo. Enfiou o pau em mim com força, eu gemia de tesão enquanto ele bombava sem parar, cada tapa na minha bunda era uma marca vermelha que me deixava, eu adorava tudo aquilo, puxou com as duas mãos meus cabelos e continuou bombando com muita força, eu gozei no pau dele…

Me jogou na cama, abriu minhas pernas, segurando elas no ar e enfiou mais uma vez o pau e mexia sem parar…. gozei mais uma vez e foi quando ele tirou o pau e pediu pra eu masturbá-lo que agora era ele, chupei ele gostoso, tava  latejando de tão duro…  até na hora que ele gozou forte pelo meu rosto, boca, cabelo…. ficou me olhando nos olhos, me chamou de safada e perguntou quando era pra ele voltar ali…. eu dei um sorrisinho lambendo a porra que tava escorrendo e não respondi….

Acho que ele já sabia a resposta, eu não podia receber ele sempre na minha casa… meu marido não ia gostar nada….

Cheguei no hotel no horário combinado…

PACIENTE 200319-1

Cheguei no hotel no horário combinado, tava nervosa… ele me recebeu com um sorriso lindo e um beijo no rosto, eu vestia uma saia, blusa e uma sandália, ele um shorts e uma camiseta. Sentamos na cama e começamos a conversar.

Não tínhamos muita intimidade pessoalmente, mas nos dávamos incrivelmente bem nas nossas conversas. Era uma química, acredito.

Abrimos uma cerveja e tomamos enquanto falávamos sobre internet…  tava na segunda latinha quando o assunto acabou de um minuto pro outro…  Ficamos nos olhando por uns instantes até que ele colocou a mão no meu pescoço, me puxou contra seu corpo e me beijou loucamente… subiu um frio na minha barriga e correspondi aquele beijo, aah que beijo…

Enquanto rolava aquele beijo gostoso, a gente se levantou e as mãos dele deslizavam por todo meu corpo, apertava meus peitos, minha bunda… eu já estava louca de tesão e ele com o pau duro que nem pedra. Levantou minha blusa e chupou meus peitos como se tivesse com fome de mim, segurava com as duas mãos e chupava, que loucura. eu apertava aquele pau duro que sentia ele todo por cima da roupa… me ajoelhei diante dele e desci seu shorts, tava sem cueca o safado… Segurei  o pau nas mãos e passei por meu rosto todo, sentindo bem aquela coisa dura e gostosa, comecei a chupar devagar, mas ele tava ansioso e forçava minha cabeça mais fundo e mais rápido… enquanto eu chupava ele me dizia o quanto eu era gostosa, cheirosa e queria meter em mim bem forte como sempre sonhou, queria que aquele dia eu fosse a putinha dele, só dele.

Levantei e ele já subiu minha saia, enfiou a mão dentro da minha calcinha, eu tava molhada… e enfiou o dedo em mim, eu gemia e apertava o corpo dele, colocou dois dedos e mexia com força, tava enlouquecida de tesão. Me virou apoiada na cama e enfiou o pau na minha xota quente e molhada, meteu com força e com vontade, me comeu como um animal. Não demorou pra eu gozar e logo ele pediu pra gozar na minha boca… e claro que fiz sua vontade, me ajoelhei novamente, e peguei aquele pau latejando, enfiei na boca e ele gozou gostoso e com vontade…. me lambuzei toda..

Olhou pra minha cara toda gozada e disse:  Você é mais gostosa do que eu imaginava….

Dei um sorriso safado e fui me limpar….

SONHOS ERÓTICOS

O SIGNIFICADO DOS SONHOS ERÓTICOS

Imagem relacionada

A relação sexual pode ter infinitas representações, até mesmo negativas,dependendo do sonhador. Tudo depende da relação de cada um com a própria sexualidade, sensualidade, corpo, sexo, fantasias e relacionamentos. Para alguns, a sexualidade pode ser extremamente problemática, sofrida e associada a um sentimento negativo. Para outros, a sexualidade pode significar energia,vitalidade, prazer, tesão e êxtase.

O MITO DE EROS E PSIQUE

Eros é a personificação do amor, estava ligado à luxuria, ao desejo dos sentidos, ao amor ardente e ao deleite. Era um deus perverso, que com suas flechadas brincava com os corações dos humanos, fazendo-os se apaixonar. Enviado por sua mãe Afrodite para estancar a fama de Psique – já que ela, mortal de incrível beleza, estava atraindo seus devotos – machucou a si mesmo em uma de suas flechas, apaixonando-se ele próprio por aquela beldade.

Desposou Psique com a condição de que ela jamais veria o seu rosto. Morava em um templo magnífico com tudo do melhor. Eros só a visitava à noite e isso fazia com que Psique se sentisse muito solitária. Sob influência maligna das irmãs invejosas, sorrateiramente Psique decide ver a face do noivo e deixa cair uma gota de óleo em seu ombro. Acordado com a dor, nota as intenções da esposa e foge para não mais vê-la, como havia lhe prometido.

Inconsolável e já sem esperanças, Psique procura por Afrodite, para que lhe ajude a ter seu amado marido de volta. Afrodite sugere tarefas árduas e impossíveis na tentativa de intimidar sua decisão, mas Psique já não tem nada a perder. Ao adormecer, as tarefas são realizadas por seres da natureza e também conta com a ajuda do esposo na última das tarefas. Penalizado com todo o sacrifício de Psique, Eros resolve pedir a Zeus que interceda por sua amada.

Zeus, como possui uma dívida com Eros, torna Psique uma deusa e decreta a união eterna dos dois amantes, que assim se tornam completos. Psique é igualmente a personificação da alma, significa “sopro” ou “princípio vital”.

Percebemos pelo mito, que Eros só encontra a felicidade ao lado de Psique, ou seja, só pode existir o sentimento verdadeiro quando amor e alma estão presentes, quando se dá a união do corpo de prazer com a mente vital. Eros, antes de Psique, era um deus brincalhão, infantilizado, promíscuo e, às vezes, perverso. Psique, aparentemente frágil quando ainda mortal, era adorada como deusa. Ela enfrenta todos os estágios para merecer subir ao Olimpo junto de seu amado. Ela ama verdadeiramente, ela está comprometida pela alma. Esse mito fala do casamento de corpo e alma, do desejo e do comprometimento.

INTERPRETANDO OS SONHOS ERÓTICOS

Resultado de imagem para sonhos eroticos

Neste artigo expliquei que o sonho é uma via simbólica para nos relacionarmos com aspectos de nós mesmos. O ato de sonhar também é uma forma de compensar, equilibrar a psique e realizar desejos inconscientes. Se pegarmos essas três funções do sonho, podemos aplicá-las aos sonhos eróticos.

Uma psique que sonha um sonho erótico é uma psique mais vitalizada, energizada, cheia de intensidade e desejo (que não é necessariamente sexual, mas simboliza como o desejo se manifesta na vida da pessoa). Um dos aspectos que pode ser entendido no contexto de um sonho erótico é o de “transar” com a própria vida. Ou seja, indica que a pessoa está engajada em seu próprio processo de conhecimento e prazer consigo mesma.

Um dos aspectos que pode ser entendido no contexto de um sonho erótico é o de “transar” com a própria vida. Ou seja, indica que a pessoa está engajada em seu próprio processo de conhecimento e prazer consigo mesma.

Outra possibilidade é que o sonho erótico seja a demanda de atenção e energia direcionadas aos aspectos psíquicos representados em cada sonho.

Para que esse entendimento se torne mais concreto, é imprescindível situar-se em toda uma história de vida, bem como levantar as associações feitas pelo sonhador do que é erótico, de que tipo de contato é esse, qual é o cenário em que isso ocorre, quais os sentimentos que permeiam o sonho, enfim, um conjunto de fatores que completam o entendimento do simbólico trazido do inconsciente deste sonhador.

EXEMPLOS DE SONHOS ERÓTICOS

Imagem relacionada

Por exemplo, uma mulher sonha estar transando com uma figura masculina conhecida, em sua própria casa, e com um profundo sentimento de prazer.

É possível afirmar que ela está em busca ou já está se relacionando de maneira mais próxima e intensa com seu Animus (a parte masculina que habita a psique feminina, da mesma maneira que todo homem será habitado por uma Anima). Existe um contato íntimo com esse aspecto. Esse contato é fértil, produtivo, promove equilíbrio entre o feminino e o animus que compõem essa mulher. Ela provavelmente experimentará momentos de receptividade e afeto, em harmonia a momentos de expressão de ideias e posicionamentos fortes na vida.

Outro exemplo: uma mulher heterossexual sonha que transa com uma amiga muito próxima, e o sentimento do sonho é de prazer e afeto. Isso indica que essa mulher é homossexual? Não necessariamente. Lembrem-se que devemos considerar o contexto do sonhador. Um sonho desse tipo pode significara manifestação simbólica de que essa mulher está bem ligada e se relacionando com o seu próprio feminino, sua sensualidade e seu corpo. Pode ser uma amiga que estimule a criatividade (não necessariamente sexual), que seja mais conectada com o próprio instinto e esse contato seja benéfico para a psique desta sonhadora.

Mais uma situação para ilustrar: um homem homossexual sonha estar transando com uma mulher em um lugar desconhecido, desagradável e sua sensação é de repulsa. Primeiramente, o sonho não está pondo em cheque sua condição sexual. Isso pode simplesmente revelar um contato prejudicado e muito inconsciente com sua anima (o feminino em sua psique). A vida, a criatividade,o afeto e a sensibilidade ficam paralisados ou aparecem de maneira contida e desconfortável. Esse homem, independente de se interessar por outros homens,está falando de sua própria psique, está falando de sua própria incompletude.

É importante entender que ambos, homens e mulheres,possuem sua contraparte psíquica e aqui vale salientar que o fato independe da identidade sexual.

Na função compensatória do sonho, o sonhador pode estar desejando se relacionar mais, tanto sexualmente quanto internamente com aspectos de si mesmo. Isso pode ocorrer em um momento que o sonhador esteja desvitalizado, precisando de mais comprometimento com sua própria vontade,tesão e desejo, o inconsciente vem nutrir essa psique, eliminar parte da tensão que este assunto gera, ainda que temporariamente.

SONHOS ERÓTICOS TAMBÉM SIMBOLIZAM TESÃO PELA VIDA

Imagem relacionada

De qualquer maneira, os sonhos eróticos em geral mostram uma psique vivificada que está em contato tanto com o feminino quanto com o masculino, tanto com as emoções quanto com a razão. Transar em um sonho mostra todo o potencial de empregar a libido (como energia vital) na própria vida,inclusive fora de um contexto de relacionamento ou sexual. Pode ter relação comum bom projeto profissional ou uma viagem que está gerando certa ansiedade e tensão.

Não temos tesão, desejo e prazer somente com o sexo. Se isso acontece, há algo errado. Nosso tesão, vontade e energia podem ser direcionados para vários setores de nossas vidas. Quem tem tesão está vivo. Quem busca completude está vivo. Transar com a vida é encontrar prazer na integração psíquica.

Eros não é completo até se casar com Psique. Não é possível desenvolvimento de consciência sem unir a vontade do corpo com a vontade da alma. Para isso, às vezes é preciso superar as próprias desconfianças e o próprio medo de estar presente por inteiro na vida, qualquer que seja o rumo que escolhamos dar a ela.

EROTISMO E PORNOGRAFIA

Imagem relacionada

O erotismo é hoje amplamente confundido com a pornografia, porém são bem distintos entre si. Na pornografia não há sensualidade. Há o ato sexual em sua forma mais mecânica e banalizada. Tudo é muito óbvio e sem encantamento. A pornografia é a exploração, inclusive comercial, de diversos aspectos mais explícitos do sexo. É o ato sexual sem nenhuma discrição ou limite, se pensarmos na pornografia bizarra que nada tem de erótica. Em geral, a pornografia é mais inacessível e atende a um determinado público, em geral masculino.

Podemos assistir a uma cena erótica em um filme ou novela, em que o sexo fica subentendido, a nudez pode aparecer, mas a mensagem é sem premais importante do que o ato em si. Está contextualizado, há sensualidade. O erótico está sim ligado ao sexo, ao corpo, mas não podemos esquecer de que está ligado ao amor e ao desejo também. No erotismo existe certo encanto, não há obviedade e nada é tão explícito. Em geral, está conectado ao artístico e não ao concreto. O erotismo pode estar contido numa cena, numa poesia, numa foto, numa escultura e, apesar da exposição do corpo, há uma mensagem que vai além. Há um deleite, algo subentendido e muitas vezes até mesmo caricata. Em sua maior parte, o público feminino prefere o erótico ao pornográfico, sem generalizações.

E mais um verão foi ao fim…

 Há o fim da estação, o calor começa a ir embora, e o sul do Brasil já começa a vivenciar temperaturas típicas de outono. Com isso, a incidência de gripes e resfriados tende a aumentar, e sabemos a capacidade que este vírus tem para nos derrubar. E cá para nós, ninguém merece ter que levantar cedo se sentindo tão mal.

Resultado de imagem para gripe

Mantenha suas mãos limpas

Essa é uma das práticas mais eficazes na hora de evitar gripes e resfriados. Lave as mãos com frequência, e se em algum momento você não tiver acesso à sabão e água corrente, usar álcool em gel ou panos de limpeza também ajuda.

Resultado de imagem para gripe

Evite levar as mãos ao rosto

Além de lavar as mãos com frequência, você deve evitar levar as mãos ao rosto. Qualquer bactéria ou vírus pode viver na superfície da pele sem causar problemas, mas uma vez transportados pelas vias nasais ou pela boca, eles se tornam infecciosos. Então você já sabe, se quer evitar a gripe, evite contato das mãos com o rosto.

Imagem relacionada

Priorize seu sono

Outro ponto importante para manter sua imunidade em dia e prevenir gripes e resfriados é manter o sono em dia. Se exercitar regularmente, controlar o consumo de álcool, cafeína e tomar pelo menos 15 min de sol todas as manhãs são práticas que podem ajudá-lo a regular seu relógio biológico.

Imagem relacionada


Evite compartilhar seus itens

Outra dica importante é evitar compartilhar copos, pratos, toalhas de mãos e outros itens. Também é melhor evitar recipientes abertos de doces comuns, tipo bolachas ou biscoitos – alguém com gripe pode ter tossido ali, né?

Vitamina D

A vitamina D é bem conhecida por seu papel na saúde óssea e muscular, mas também tem um papel importante na manutenção de um sistema imunológico saudável, te deixando bem longe de gripes e resfriados.

Resultado de imagem para gripe mulher dormindo

Os níveis da vitamina podem ser aumentados pela exposição moderada à luz solar e pela ingestão de alimentos ricos em vitamina D, além de suplementos – sempre com acompanhamento médico.

QUER DAR UM PRESENTE AO SEU HOMEM?

DE UMA CAMISA.

A camisa social é uma peça fundamental no guarda-roupa de qualquer homem. Por isso é necessário ter muita atenção na hora de comprar um presente, para que a camisa social se ajuste da melhor forma possível ao corpo de seu homem.

Por esse motivo vamos elencar neste artigo alguns cuidados básicos, que você deve ter na hora de escolher uma camisa social para ele.

Imagem relacionada

Confira:

Tamanho certo

Primeiro é válido elencar que a camisa social tem um tamanho certo. Ela não deve ficar muito justa, nem muito larga em relação ao seu corpo.É importante que o dorso fique assentado, mas sem ficar puxando o tecido ou coma aparência modificada.

Imagem relacionada

Duas maneiras simples de identificar isso é observar se não ficam espaços abertos entre os botões, e confirme se a costura lateral está reta em sua extensão.

Colarinho

O colarinho da camisa também possui um tamanho ideal. Ele não deve ficar muito largo, nem muito apertado a ponto de sufocar. Quando for a uma loja escolher a camisa, leve-o e compare na loja com uma gravata para ver como fica. Teste o último botão da camisa, tanto aberto quanto abotoado.

Resultado de imagem para camisa sociais masculina


O ideal é que sobre espaço para colocar um dedo entre o colarinho da camisa e o seu pescoço.


Ombro

É essencial que a costura da camisa esteja perfeitamente ajustada ao seu ombro. Se ficar mais para cima significa que a camisa está apertada, e mais para baixo significa que a camisa está larga.

Resultado de imagem para camisa sociais masculina

Se a camisa ficar muito larga, com os ombros caídos, pode passar a impressão que ele é desleixado, e com certeza esse não é o seu objetivo.


Punho

O punho da camisa deve estar sempre posicionado onde termina o antebraço e começam as mãos. Para não errar é só observar o ossinho do punho: o punho da camisa deve ficar bem acima dele. Se a manga estiver muito comprida,cairá sobre sua mão, dando a impressão que o defunto era maior ou que ele pegou emprestada com alguém.

Resultado de imagem para camisa sociais masculina

Comprimento

Para saber se a camisa está no tamanho certo, experimente deixá-la para fora da calça. Ela deve ter o tamanho exato para cobrir o seu cinto. Vale lembrar que a camisa deve ter o tamanho exato para cobrir seu cinto.Também é bom ter em mente que a camisa deve ter o mesmo tamanho de todos os lados, do contrário ele pode encontrar dificuldades para colocá-la por dentro da calça.

Resultado de imagem para camisa sociais masculina

Tecido

O melhor tipo de tecido para camisa social é sem dúvidas o algodão. Ele combina bem em qualquer visual, dos clássicos aos modernos. Além do mais, dura mais tempo, absorve o calor do corpo e é mais leve e confortável.

Resultado de imagem para camisa sociais masculina

E aí, tem mais alguma dica legal para compartilhar?

Deixe nos comentários

Casada a 20 anos e por várias vezes já traí meu marido…

PACIENTE 130319-3

Sou Maria 38 anos, casada a 20 anos e por várias vezes já traí meu marido e vou contar como foi uma dessas traições.

Bem isso aconteceu em 2008 eu trabalhava e estudava a noite, na minha sala de aula tinha um garoto e nós começamos a ter um caso.

Então marquei um encontro no motel com o meu colega de sala e meu vizinho me seguiu,meses depois ele veio falar comigo dizendo que tinha me visto entrar e sair do motel e não era com meu marido que eu estava, então disse que se eu não quisesse que ele contasse eu teria que dá pra ele,

Pois bem em um domingo estávamos bebendo meu marido, eu e alguns amigos então meu vizinho chega e diz que tenho que sair com ele, arrumei uma desculpa e dei uma saída,nos encontramos no carro dele fomos pra um local escuro, lá ele já foi pedindo pra que eu chupasse,

Nossa era enorme o pau dele chupei como se fosse o melhor picolé, ele me pois deitada no banco de trás e começou a chupar minha boceta, que delícia gozei gostoso na boca dele, com minha boceta toda lambuzada ele meteu aquele pau gostoso de uma vez nossa ele ia no vai e vem alucinante, gozei naquele casete grosso como uma verdadeira puta.

Ele falava gosta de traí o marido putinha safada? gosta né? então vai ser minha putinha agora e eu vou comer seu cuzinho quando ele falou isso eu tremia,

Ele veio contudo empurrando no meu cu com toda força gritei de dor ele socava cada vez mais forte chorei ele parecia um cavalo, mas eu estava gostando o tesão tomou conta de mim e terminamos gozando juntos senti aquela porra escorrer do meu cu e ele ardia e latejava, nossa foi a transa mais loca, nos vestimos e fomos embora.

Guardo esse segredo até hoje, espero que VOCÊ IGOR acredite nessa história pois realmente aconteceu comigo.

Tenho desejo por homens bem mais velhos.

PACIENTE 130319-2

Sou Elisa. Tenho 18 anos.

Sou totalmente fora dos padrões (não gosto de seguir nenhum) sem rótulos!

Sou de São Paulo.

Desde mais jovem, que tenho desejo por homens bem mais velhos.

E foi daí que comecei a sair com eles.

Não me considero “prostituta” como alguns homens ignorantes pensam (mas não ligo pro que os outros pensam) eu apenas faço uma companhia.

Fiquei saindo comum cara fixo, de 70 anos (parecia que tinha 50) conheci ele em uma festa, era italiano mas morava na Espanha e veio passar uma temporada no Brasil.

Saíamos muito,dormíamos juntos sempre! E me levava nos melhores lugares da cidade, eles sentem necessidade de dar dinheiro o que eles chamam de “presente”. Bom, era uma química maravilhosa. Ele era ótimo de cama, transávamos muitooooooo!

Até que ele foi embora.

Hoje em dia a gente se fala ainda, ele é uma pessoa super. gente boa, carismático.

Ele manda presentes até hoje. Mas isso não vem ao caso

Quero contar o que me aconteceu nos últimos dias.

Conheci um homem de 65 anos no Tinder, o mesmo nasceu na Califórnia. Mas morava a 30 anos no brasil.

Ele era brando, corpo acadêmico, olhos verdes, cabelo preto.

Ele é diretor da Braskem. Mas ele viaja muito a trabalho. Demos match e começamos a conversar, 1 semana depois marcamos de nos encontrar, de começo foi tudo tranquilo. Saímos para jantar, conversamos sobre coisa aleatórias.

Ele me levou um relógio de presente, era lindo! Logo depois, ele me deixou em casa e perguntou se não podíamos sair no outro dia. Respondi que sim!

De manhã logo cedo,fomos à praia. Não gosto de praia e ainda mais que fica longe, (litoral fica longe de tudo, detesto)

Estava tudo lindo,tranquilo. Curtimos muito até que fomos pra casa. Casa dele. Ele morava no Alphaville, era próximo a minha casa (bom, minha mãe dorme no trabalho e eu fico o dia sem fazer nada)

Cheguei, pedi pra tirar o sal do corpo. Fui pro banho, quando sair, a gente comeu, logo depois ele me chamou pra ir pra sala. Conversa vai, conversa vem. Ficamos, demos um beijo demorado, gostoso. Nunca tinha beijado alguém assim. Foi um beijo intenso e gostoso. Ele me puxou pro colo dele.

Logo depois ele foi beijando a minha nuca, foi brincando e beijando ao redor da minha orelha, que sensação gostosa!

Me jogou no sofá e veio por cima. Disse baixinho no meu ouvido que estava louco de tesão por mim! Eque queria muito me chupar.

Nos beijamos outra vez, então ele foi descendo a boca e começou q brincar com meus seios. Chupava eles como ninguém, chupava um de cada vez

Apertava e dava leves puxadas com a boca, eu já estava molhada, aquilo me dava uma sensação que nunca tinha sentido antes.

Ele foi brincando e beijando minha barriga e foi descendo.

Me pirraçava, achei que ele iria me chupar logo. Mas foi brincando com minhas coxas, mordia,beijava.

Eu já não estava aguentando de tesão e pedi para que ele me chupasse logo.

Ele deu um sorriso safado e começou a brincar com minha bocetinha pela calcinha; passava os dedos,ao redor, subia e descia. Beijava, mordia

Então ele tirou minha calcinha e começou a chupar os lábios maiores até que chegou no clitóris.Que boca, que gostoso. Eu gemia alto, pedia pra chupar mais rápido, ele alternava a velocidade, sugava, chupava, mordia de leve. Já não estava aguentando com aquilo, quando ele sugou novamente e enfiou o dedo na minha boceta fazendo o gancho eu não aguentei, tive o primeiro orgasmo da noite, foi intenso e demorado.

De verdade, nunca senti isso antes.

Ele subiu novamente me beijando ferozmente, puxava meu cabelo. Até que foi minha vez de chupar ele.

O pau dele não era grande, mas era grosso e gostoso. A cabecinha era rosinha, chupava a cabecinha,sugava e descia pro pau todo.

Chupava as bolas deles, e ele gemia baixinho. Ele puxava meus cabelos. Depois de 5 minutos ele gozou.

Ele me puxou do sofá e fez com que eu ficasse em pé. Encostei na parede e ele abriu minhas pernas, e enfiou o pau dele em mim. Me pegou no colo, e me comeu. Eu gemia,gritava, de começo doeu um pouco, mas depois misturou com prazer, abracei ele e pedia pra não parar. Assim ele fez, não parava. Ele me pressionava mais na parede, dizia que eu tinha uma boceta grande e apertada, que ele não ia aguentar muito. Pedia pra ele não parar. Ele me chama de puta, minha puta.

Me jogou no sofá,fiquei de quanto

Ele puxava meus cabelos com força e dava batia na minha bunda, mordia ela e me chamava de cachorra.

Eu dizia que seria a cachorrinha dele. Ele comeu minha boceta por trás.

Sempre que eu ficava de quatro, doía muito, era um incomodo, com outros homens eu pedia pra trocar aposição.

Aconteceu o mesmo, quando pedi p trocar. Ele disse que não, que ele que mandava.

Ele repetia “você vai aguentar putinha, geme gostoso pra mim vai, você vai aguentar até onde eu quiser” isso me levou ao ápice, a dor não sumiu. Mas ficou gostoso. Mais gostoso do que já estava. Cheguei ao orgasmo pela segunda vez. Trocamos e ficamos de papai e mamãe. Ele me beijava e logo depois gozou também.

Descansamos e Fizermos sexo de novo.

Depois a gente dormiu. Ele me levou pra casa umas 23 hs. Peguei uma muda de roupa e voltamos pra lá, era próximo.

Pode não ter sido muitos detalhes, mas é meu primeiro RELATO.

E real.

Somos incríveis juntos!!!!

PACIENTE 130319-1

Meu nome é Priscila 34 anos.

Ele, Paulo 42 anos e faz sexo como ninguém….

Eu estava em casa e de repente um tesão enorme tomou conta de mim…. liguei para ele é chamei para matar a saudade…

Fomos para o motel em uma suíte incrível de princesas, fomos entrando na suíte e nos pegamos com muito tesão, só os beijos desse homem me deixam molhadinha….

Ele foi tomar banho e eu entrei debaixo do chuveiro com ele, beijei cada parte do seu corpo descendo até o pau dele (Que pau gostoso), eu o chupei como nunca havia chupa do outro em minha vida. Ele enfiou o dedo na minha bucetinha e fez com maestria eu gozar embaixo do chuveiro.

Fomos para banheira e o tesão era tanto que eu só queria sentar mais naquele pau gostoso, sentei no pau dele subindo e descendo com muita intensidade, quanto prazer…. A água da banheira esparramou no piso!!!!

Quando estávamos quase gozando, sugeri que fôssemos para a cama… Nossos corpos molhadinhos,mistura de água e suor fizemos um 69 (fazemos um 69 dos deuses), eu fiquei me segurando para não gozar em sua boca, eu queria que ele gozando dentro da minha buceta…. Penetramos muito, várias posições…

Até que não aguentamos mais é gozamos, gozamos intensamente…. Ficamos alguns minutos  deitados porque as pernas não correspondiam aos nossos comandos!!! Com ele existe uma mistura de amor, sexo é muito prazer!!!!
Somos incríveis juntos!!!!