Tenho desejo por homens bem mais velhos.

PACIENTE 130319-2

Sou Elisa. Tenho 18 anos.

Sou totalmente fora dos padrões (não gosto de seguir nenhum) sem rótulos!

Sou de São Paulo.

Desde mais jovem, que tenho desejo por homens bem mais velhos.

E foi daí que comecei a sair com eles.

Não me considero “prostituta” como alguns homens ignorantes pensam (mas não ligo pro que os outros pensam) eu apenas faço uma companhia.

Fiquei saindo comum cara fixo, de 70 anos (parecia que tinha 50) conheci ele em uma festa, era italiano mas morava na Espanha e veio passar uma temporada no Brasil.

Saíamos muito,dormíamos juntos sempre! E me levava nos melhores lugares da cidade, eles sentem necessidade de dar dinheiro o que eles chamam de “presente”. Bom, era uma química maravilhosa. Ele era ótimo de cama, transávamos muitooooooo!

Até que ele foi embora.

Hoje em dia a gente se fala ainda, ele é uma pessoa super. gente boa, carismático.

Ele manda presentes até hoje. Mas isso não vem ao caso

Quero contar o que me aconteceu nos últimos dias.

Conheci um homem de 65 anos no Tinder, o mesmo nasceu na Califórnia. Mas morava a 30 anos no brasil.

Ele era brando, corpo acadêmico, olhos verdes, cabelo preto.

Ele é diretor da Braskem. Mas ele viaja muito a trabalho. Demos match e começamos a conversar, 1 semana depois marcamos de nos encontrar, de começo foi tudo tranquilo. Saímos para jantar, conversamos sobre coisa aleatórias.

Ele me levou um relógio de presente, era lindo! Logo depois, ele me deixou em casa e perguntou se não podíamos sair no outro dia. Respondi que sim!

De manhã logo cedo,fomos à praia. Não gosto de praia e ainda mais que fica longe, (litoral fica longe de tudo, detesto)

Estava tudo lindo,tranquilo. Curtimos muito até que fomos pra casa. Casa dele. Ele morava no Alphaville, era próximo a minha casa (bom, minha mãe dorme no trabalho e eu fico o dia sem fazer nada)

Cheguei, pedi pra tirar o sal do corpo. Fui pro banho, quando sair, a gente comeu, logo depois ele me chamou pra ir pra sala. Conversa vai, conversa vem. Ficamos, demos um beijo demorado, gostoso. Nunca tinha beijado alguém assim. Foi um beijo intenso e gostoso. Ele me puxou pro colo dele.

Logo depois ele foi beijando a minha nuca, foi brincando e beijando ao redor da minha orelha, que sensação gostosa!

Me jogou no sofá e veio por cima. Disse baixinho no meu ouvido que estava louco de tesão por mim! Eque queria muito me chupar.

Nos beijamos outra vez, então ele foi descendo a boca e começou q brincar com meus seios. Chupava eles como ninguém, chupava um de cada vez

Apertava e dava leves puxadas com a boca, eu já estava molhada, aquilo me dava uma sensação que nunca tinha sentido antes.

Ele foi brincando e beijando minha barriga e foi descendo.

Me pirraçava, achei que ele iria me chupar logo. Mas foi brincando com minhas coxas, mordia,beijava.

Eu já não estava aguentando de tesão e pedi para que ele me chupasse logo.

Ele deu um sorriso safado e começou a brincar com minha bocetinha pela calcinha; passava os dedos,ao redor, subia e descia. Beijava, mordia

Então ele tirou minha calcinha e começou a chupar os lábios maiores até que chegou no clitóris.Que boca, que gostoso. Eu gemia alto, pedia pra chupar mais rápido, ele alternava a velocidade, sugava, chupava, mordia de leve. Já não estava aguentando com aquilo, quando ele sugou novamente e enfiou o dedo na minha boceta fazendo o gancho eu não aguentei, tive o primeiro orgasmo da noite, foi intenso e demorado.

De verdade, nunca senti isso antes.

Ele subiu novamente me beijando ferozmente, puxava meu cabelo. Até que foi minha vez de chupar ele.

O pau dele não era grande, mas era grosso e gostoso. A cabecinha era rosinha, chupava a cabecinha,sugava e descia pro pau todo.

Chupava as bolas deles, e ele gemia baixinho. Ele puxava meus cabelos. Depois de 5 minutos ele gozou.

Ele me puxou do sofá e fez com que eu ficasse em pé. Encostei na parede e ele abriu minhas pernas, e enfiou o pau dele em mim. Me pegou no colo, e me comeu. Eu gemia,gritava, de começo doeu um pouco, mas depois misturou com prazer, abracei ele e pedia pra não parar. Assim ele fez, não parava. Ele me pressionava mais na parede, dizia que eu tinha uma boceta grande e apertada, que ele não ia aguentar muito. Pedia pra ele não parar. Ele me chama de puta, minha puta.

Me jogou no sofá,fiquei de quanto

Ele puxava meus cabelos com força e dava batia na minha bunda, mordia ela e me chamava de cachorra.

Eu dizia que seria a cachorrinha dele. Ele comeu minha boceta por trás.

Sempre que eu ficava de quatro, doía muito, era um incomodo, com outros homens eu pedia pra trocar aposição.

Aconteceu o mesmo, quando pedi p trocar. Ele disse que não, que ele que mandava.

Ele repetia “você vai aguentar putinha, geme gostoso pra mim vai, você vai aguentar até onde eu quiser” isso me levou ao ápice, a dor não sumiu. Mas ficou gostoso. Mais gostoso do que já estava. Cheguei ao orgasmo pela segunda vez. Trocamos e ficamos de papai e mamãe. Ele me beijava e logo depois gozou também.

Descansamos e Fizermos sexo de novo.

Depois a gente dormiu. Ele me levou pra casa umas 23 hs. Peguei uma muda de roupa e voltamos pra lá, era próximo.

Pode não ter sido muitos detalhes, mas é meu primeiro RELATO.

E real.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *