PACIENTE 5220.3

Sobre o olhar vigilante de Alberto começou a sessão de fotos no estúdio do Carlão…

Era o aniversário de Maria, para comemorar seus quarenta e sete anos. Alberto seu marido lhe presenteara com um book. um sonho que desde menina ela sempre tivera e nunca realizara. Hoje com uma barriguinha saliente seios volumosos coxas com algumas marcas de celulite, mas ainda muito atraentes e sua bunda enorme nos seus sessenta quilos com um metro e cinquenta e cinco de altura, Maria tinha um jeito de menina pela sua altura. uma baixinha gostosa. Sobre o olhar vigilante de Alberto começou a sessão de fotos no estúdio do Carlão. que era verdadeiramente um faz tudo dentro da sua profissão., maquiador, iluminador, diretor e claro fotografo. Foram muitas poses e belas fotos que Alberto conferia com orgulho vendo Maria desfilar como uma modelo profissional ante as lentes de Carlão. eram na verdade fotos muito comportadas e quando Carlão propôs algumas fotos mais ousadas o casal vacilou e Maria até ficou constrangida pois nunca se despira na frente de outro homem mas Carlão foi convencendo o casal e logo Maria pousava com uma camisola preta muito sensual oque excitou muito Alberto que que tinha uma ereção enorme impassível Carlão fazia seu trabalho posicionando-a cada vez mais sensual   e passou para outra parte do estúdio onde Maria foi deitada sobre uma enorme cama e mais poses e fotos. Já nua Maria arfava como se estivesse muito excitada . Carlos levou a mão até os bicos dos seios dela e estimulou fazendo eles ficarem cada vez mais pontudos . Ela cerrou os olhos a boca contraiu num gemido abafado e ele voltou aplicar as lentes de sua câmera Alberto em transe não protestou sentindo muito tesão em ver sua mulher sendo tocada por outro homem. Carlão então elevou as pernas dela posicionando-a toda arreganhada . As pernas como uma forquilha elevava o corpo nu de Maria que arfava e até se contorcia com as ancas elevadas. Carlão levou os dedos até a buceta dela e lentamente a penetrou com dois dedos retirando-os melados com uma secreção gosmenta que lubrificava a buceta . Alberto caiu de boca na xana melada e lambeu fazendo Maria ter um orgasmo violento se contorcendo alucinada gemendo alto gritando alucinada só então Alberto viu que Carlão tinha a rola na mão se punhetando vendo a cena. Num misto de desejo e loucura Alberto segurou o caralho de Carlão e guiou a rola enorme até a entrada da buceta de Maria e com uma habilidade que não sabia que tinha pincelou a cabeçola sobre o grelo de Maria fazendo ondas de desejos percorrerem o corpo de sua mulher que elevava pélvis estimulando a penetração um urro ensandecido escapou de seus lábios quando com uma estocada Carlão a penetrou fazendo ela gosar como se recebesse descargas elétricas por todo o corpo e quando ele bombava com força e rapidez dentro dela Alberto gosava sem ao menos se tocar molhando sua calça com a porra que saia de seu pau e Carlão derreava esguichos de porra seguidos dentro de Maria que como uma cadela no cio gemia chorosa fudendo como uma puta até desfalecer de tesão gosando seguidas vezes como a vadia que agora ela sabia que era.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *