PACIENTE 5220.2

A descoberta veio na forma mais cruel…

Maria sentiu o chão desmoronar aos seus pés, trinta anos de casada sempre fiel autêntica mulher de um homem só. Um casal de filhos casados morando no exterior. Seu marido o Dr Aldo alto executivo de uma multe nacional, aposentado com um volumoso salário. Já a algum tempo não a procurava mais. e o pior ela estava sendo traída por ele. A descoberta veio na forma mais cruel .um acidente quando Dr Aldo voltava   acompanhado por sua amante. Por uma rodovia. o carro capotou ceifando a vida de sua acompanhante. E deixando ele em estado gravíssimo com múltiplas fraturas que o deixara tetraplégico. ele ficara incapaz de se movimentar   ou melhor seus únicos movimentos eram feitos somente com o pescoço, olhos e boca. Quase que vegetativo. O amor de trinta anos que Maria devotara a ele, agora tinha uma mistura de repudio ódio e vingança. ao voltar para casa dr Aldo sentiu-se perdido. Maria comprara uma chácara afastada do centro da cidade assim ela poderia cuidar melhor dele foi o argumento dela. todas vezes que ele queria dar uma explicação dos fatos ela se esquivava sempre evitando que ele tocasse em qualquer assunto. Os filhos viram visitá-los e elogiaram o esmero como Maria o tratava levando-o sempre em passeios pelo bairro. Nunca se descuidando da cadeira de rodas em que ele agora permanecia. Suas vontades eram sempre satisfeitas por ela .mas quando tudo se ajeitou e já entraram na rotina do dia a dia ela começou a mudar o tratamento dado a ele trocou as enfermeiras por enfermeiros, argumentando que um homem facilitava o trabalho que ele estava dando ele quis protestar e um grito autoritário dela o fez se calar e no seu caso tinha que aceitar ou ficaria abandonado em piores condições em um asilo qualquer. Eram quatro enfermeiros que se revezavam trabalhando cinco dias e folgando quinze dias com polpudos salários, uma senhora fazia os serviços domésticos, lavar passar e cozinhar e pela tarde ficava livre a senhora Maria era uma patroa muito compreensiva. O inferno realmente começou quando no começo do sexto rodizio dr Aldo acordou durante a noite estava todo molhado de urina e coma boca assinou a companhia que chamava o enfermeiro para vir cuidar dele , não obtendo resposta insistentemente ele acionou o alarme várias vezes até que Moises o único enfermeiro negro dos quaro que o atendia entrou no quarto completamente nu perguntou o que ele queria e dr Aldo disse que estava todo mijado foi então que Maria apareceu na porta também nua e sorrindo disse que depois Moises cuidaria dele e pegando o másculo negro pelo pau arrastou ele para fora do quarto. Lagrimas rolavam do rosto do dr Aldo ouvindo o riso sarcástico de Maria que com certeza metia ali no corredor deixando-o ouvir gemidos de prazer o barulho das estocadas que o negro fudia a buceta dela. os grunhidos dela que como uma cadela gemia lasciva ali bem ao lado dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *