PACIENTE 5220.4

Talvez fosse o efeito das drogas na verdade…

Após vinte e cinco anos os fantasmas do passado, atormentavam. A bela senhora que no auge dos seus quase cinquenta anos. Ainda tem uma beleza ímpar. Com seus olhos verdes. Num rosto quase angelical com seus lábios carnudos e uma dentição alva e perfeita. Um corpo que já não e de uma menina mas ainda muito excitante aos olhos masculinos . Casada a vinte   anos com o senhor Mário um pratico de farmácia . Vivem numa periferia de uma media cidade. De seu passado ninguém nada sabe ate mesmo ela gostaria com certeza de nada dele lembrar. Mas as sete tatuagens que marcam seu corpo e um elo que sempre a ligara ao seu passado. Um passado que já estava quase adormecido . mas o encontro com o velho chinês sho iung. Estava despertando todos os fantasmas e lembranças da sua estada na velha Xangai onde ela fora feita escrava sexual , e sobre muita tortura imposta ao seu corpo ela fora induzida através do ópio e da heroína a praticar as mais insanas e hediondas orgias sexuais e seu corpo frágil e seviciado entrou num estado de torpor imenso ela então submetida a tudo aquilo se viu entregue aos prazeres carnais e alucinada se entregou aos mais profundos gozos e sentiu os orgasmos mais intensos que uma mulher pudesse sentir e lasciva gosava alucinada nos mais torpes bacanais onde era usada de todas as maneiras e como uma cadela no cio ela se entregava nos mais insanos prazeres. As mais horrendas práticas sexuais eram aceitas de bom grado por ela sendo assim ela era alimentada no vicio que lhe fora imposto em troca de um pico de heroina fumar um ópio MARIA topava tudo e foi assim que se tornou a favorita a mais desejada escrava pra satisfazer todos os fetiches de homens pervertidos verdadeiros maníacos que para satisfazer suas taras pagam muito bem para terem a gostosa e luxuriosa mulher do clan do senhor sho iung. Que se gabava de ter adestrado aquela fêmea para o prazer. Ela chegara até suas mãos através do marido um chinês que morava no Brasil casou com ela e a levou até Xangai onde a vendeu para a dinastia ing. Que impôs a ela a escravidão sexual e drogada e prostituição ela era uma das fontes de renda da família ing. Que também traficava drogas e armas além de terem vários bordeis em Xangai e Macau . Talvez fosse o efeito das drogas na verdade sua mente não queria aquilo mas os estímulos no seu corpo eram respondidos e aceitos de bom grado assim ela se via rebolando e gemendo prazerosamente tendo gozos tão intensos e profundos que ela chegava a perder os sentidos e assim ficou sendo uma necessidade para ela ser penetrada e usada a bel prazer e nunca ela se sentia saciada sempre querendo mais se transformando numa ninfomania numa poliandra colecionando todos os tipos de machos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *