Minha vida sexual começou a mudar completamente.

CAPITULO II

Muito obrigada por você estar lendo e fazendo a segunda publicação, espero estar agradando a você, é muito prazeroso contar uma intimidade e estar sujeita a criticas e elogios.

Nosso relacionamento foi ficando mais serio, a ponto de começar a frequentar a casa dele, mesmo ainda sendo casada já saia com ele normalmente, só vim a me separar legalmente 2 anos após porem nunca tive problemas com o meu ex.

Minha vida sexual começou a mudar completamente, pelo fato de trabalhar na mesma empresa facilitava muito, pois saiamos no mesmo horário e todo dia ia com ele embora pra casa, as vezes pra minha ou pra dele e ate mesmo motel já estava se tornando um habito para gente.

Já não sentia vergonha como antes, já fizemos sexo no carro em locais públicos e ate no estacionamento da empresa, nudes junto a ele já era normal em minha casa, sempre ficávamos nus após o banho quando as crianças estavam com a baba é lógico neh.

Não demorou muito para eu ganhar minha primeira calcinha fio dental, confesso que fiquei envergonhada em usar, então ele me chamou para sair e eu devia estar usando ela , parecia que todos olhava pra mim, me sentia diferente parecia que faltava alguma coisa, sem falar da sensação de sentir aquele pedaço de pano no meio da bunda ne.

Dai em diante aos poucos ele foi acabando com minhas calcinhas grandes, algumas ele fazia questão de estragar quando tirava de mim, outras ele simplesmente jogava fora e algumas ficava de brinde no motel , mais sempre me levava para comprar novas, nem todas fio dental mais com certeza bem menor que as minhas antigas ne.

Teve uma calcinha em especial que realmente era muito pequena, o que de certa forma me obrigava a rever novamente minha depilação, foi a primeira vez que depilei por completo, parecia uma mocinha, mais posso garantir que foi poucas vezes que isso voltou a acontecer, prefiro e ate acho mais sexy um pouco de pelos, lógico que nada como antes exagerado mais um pouquinho é muito melhor.

Com essas pequenas coisas eu fui me sentindo mais mulher, me aceitando mais, me libertando das ideias de gente antiga e tudo parecia mais claro pra mim, uma das coisas que jamais imaginaria fazer era sair de casa sem sutiã, morria de vergonha pois tenho mamilos um pouco avantajado o que hj até acho um charme mesmo já estando na casa dos 40 e não estar mais com a mesma rigidez de antes ne, mais ele me fazia sair mais a vontade e comecei a curtir tb, com isso foi chegando a vez de sair sem calcinha tb o que até gosto dependendo a roupa que usar.

Feriado prolongado e veio o convite para passar o fim de semana na praia de Santos em S/p, alugamos uma kit-net e levamos juntos as crianças, se me recordo na época um tinha 5 e o outro 2, chegando na praia a noite e fomos descarregar as coisas e nos preparar para dormir pois queria acordar cedo para aproveitar o dia, crianças dormindo e acabamos brincando um pouco antes ne pois ninguém é de ferro .

Dia seguinte as sete todos em pé saímos para tomar um café na padaria e poder passear um pouco antes de encontrar um lugar legal para ficar, foi quando retiro minha roupa para já ir pegando um sol ele olha e disse que não estava acreditando que tinha vindo com um bikini daquele na praia, que ate a sunga dele estava menor que ele, atravessamos a rua e esperamos a loja abrir para poder comprar um menor, ele escolheu um realmente pequeno, não o menor da loja claro mais pra mim era minúsculo, me sentia quase nua com vergonha, imaginava minha mãe me vendo com aquele bikini na praia, porem depois que começou a encher a praia percebi que o meu era bem comportado em relação aos das outras meninas, e acabei aceitando e até gostando dele no final, lógico que com o passar do tempo e em outras viagens foi diminuindo cada vez mais, porem já é assunto para as próximas historias.

Passamos dias maravilhosos lá, transamos todos os dias, inclusive na volta pegamos um grande congestionamento e aproveitamos as crianças dormindo e ficamos aprontando um pouco no transito, já era noite e ele chegou a gozar com meus carinhos, eu não cheguei a tanto mais fiquei muito excitada pelo fato de estar próximo a tanta gente as vezes masturbando ele e ele tb me masturbando.

Estava tudo tão bem conosco que resolvemos ir morar juntos, no começo era estranho mais era prazeroso demais, as noites sempre acabava em sexo, as vezes até mesmo antes da baba chegar pela manha já acordava e estava dispostos a mais e mais sexo, curtia cada canto da casa dentro e fora dela, não admiro se algum vizinho tenha flagrado alguma vez pois, mais não percebemos nada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *