Quando meu marido saiu, no horário costumeiro, mandei mensagem pro Cris.

PACIENTE 100120.2

Como de costume uma vez por semana meu marido (agora ex) saia para jogar com os amigos. Era meu dia de folga e fazer o que eu gostava, ser a puta de alguém.
Eu estava trocando mensagens com o Cris a umas 3 semanas, fotos, vídeos e vídeos chamadas já tinham rolado, mas eu queria mais, precisava o pau dele maminha buceta. Ele tinha um pau maravilhoso, comprido, não muito grosso, com a cabeça mais vermelha. Seu saco também me fazia ter vontade de enfiar tudo na minha boca.
Nessa semana eu tinha convencido ele a vir até a minha casa, meu marido saia as 19 e só voltava depois das 22, poderíamos aproveitar bastante.

Quando meu marido saiu, no horário costumeiro, mandei mensagem pro Cris. Ele já estava esperando perto da minha casa, em 2 minutos estava lá.
Como meu marido tinha saído de carro, mandei ele guardar o dele na garagem.
Quando ele desceu do carro, fui até ele e dei um beijo pra acender nosso tesão.
Ele já me levantou no seu colo, me escorou na parede e ficamos ali por um tempo, era a primeira vez que ficávamos juntos e estávamos cheios de tesão um pelo outro. O Cris me colocou no chão, depois foi tirando minha roupa ali mesmo, tirou minha blusa, minha saia. Quando tirou meu sutiã aproveitou pra chupar e morder meus peitos, me deixando ainda mais louca por ele. Depois de um tempo assim ele se ajoelhou na minha frente e baixou minha calcinha, colocou o rosto na minha buceta e cheirou “caralho de buceta mais cheirosa, já posso imaginar o gosto”
Me empurrou pro seu carro, ficando de costas pra ele. Deu tapa forte na minha bunda, se ajoelhou abriu minha bunda e foi lamber meu cu “Ah, e esse cu, que maravilha”
Eu só queria que ele parasse de falar e me chupasse então implorei
“Cris, por favor, me chupa, não aguento mais”
Ele ficou atrás de mim, abriu bem minhas pernas e se enfiou embaixo, assim conseguia chupar minha buceta e cu. Ficou colocando o dedo pra dentro do meu cu, que já piscava de vontade de receber aquela caralho gostoso nele. Quando ele percebeu que eu ia gozar, massageou meu clitóris, o que aumentou meu prazer e me fez gozar. Gemi igual cadela e ele ficou com a cara enfiada na minha buceta, sugando todo meu líquido.
Depois de me fazer gozar ele se levantou e tirou a roupa. O pau dele saltou quando tirou a cueca.
Na hora me ajoelhei na frente dele e caí de boca naquele pau que a dias me deixava acesa.
Chupei seu pau, lambi a cabeça daquele caralho, brincando com ela, enquanto ouvia os gemidos do Cris. Massageie e depois enfiei as bolas dele na minha boca, chupando elas também.
Quando voltei a colocar o pau dele na minha boca, ele segurou minha cabeça e começou a fuder minha boca, me afogando, mas não parou.
Ele não queria gozar na minha boca, queria aproveitar mais nosso momento. Subimos pela escada interna da casa e fomos pro meu quarto.
Lá ele me jogou na cama e voltou a me chupar. “Caralho de língua gostosa essa, puta que pariu”
Eu queria mais daquele pau na minha boca, então num 69, começamos a nos dar prazer. Só o que se ouvia eram nossos gemidos no quarto.
Eu estava quase gozando quando o Cris parou, me colocou de lado e foi trás de mim, ergueu uma das minhas pernas e com minha buceta bem lubrificada enfiou todo o pau na minha buceta

“Ah, esse pau é muito gostoso”
“E essa buceta apertada, não vou aguentar”
Ele ficou um tempo parado e depois começou a movimentar bem devagar aumentando o prazer e a expectativa do gozo.
Depois de umas socadas nessa posição o Cris me colocou na posição frango assado, e voltou a meter na minha buceta me fazendo gozar mais uma vez.
Ele tirou o pau melado do meu gozo, deu uma cuspida no meu cu, enfiou um dedo, depois dois e então levou aquele pau pra minha entrada. Ele enfiou a cabeça e eu rebolei então, sem conseguir se controlar ele meteu tudo pra dentro, arrancando gemidos de nos dois.
Foi o fim pra ele que com umas metidas já estava gozando e enchendo meu cu de porra.
Caímos exaustos na cama.
Depois de descansar fomos pro banho, onde mais amassos rolaram, então o Cris se vestiu e foi pra casa.
Eu coloquei minha camisola e deitei na minha cama, estava muito cansada.
Quando meu marido chegou, tomou um banho e venho deitar comigo. Naquela noite não dei pra ele, disse que estava muito cansada, só não expliquei o porquê. E ele corno, dormiu na cama onde a pouco tinha um cara fudendo sua esposa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *