Ele se envolveu com drogas e outras coisas pesadas…

PACIENTE 230519-02

 Letícia Mendes, tenho 19 anos, sou morena e corpo malhado, pois curso Educação Física e me cuido muito bem. Essa historia aconteceu com meu amigo, Leonardo, moreno bem alto , ele desde criança foi meu amigo, ao contrario de mim que tinha uma família estruturada, ele já não tinha, logo se envolveu com drogas e outras coisas pesadas tbm, já tinha sido preso 3 vezes por roubo, mas minha família gostava dele e tinham ele como um filho.

Em um sábado eu estava assistindo filme no meu quarto e ele entrou, minha mãe não via problema, apesar de tudo ele sempre respeitou a minha casa, ele entrou e sentou na ponta da minha cama e começou assistir filme comigo, começou a passar cenas de sexo e eu comecei a ficar toda molhadinha e me deu vontade de da pra ele, resolvi provoca-lo pra fazer ele me foder, eu tava de shortinho folgado e abri mais as pernas para mostrar minha calcinha e fingi dormir, quando de repente escuto ele falar que minhas pernas estavam muito grossas e passou a mão deslizando por ela, ate chegar na minha virilha, meteu os dedos ate os lábios da minha buceta, que a essa altura tava ensopada de tesão, eu abri mais as pernas para ele meter mais os dedos, comecei a respirar ofegante e baixinho com medo de alguém escutar, ja que tinha gente na casa e a porta do quarto tava meia aberta, foi ai que ele tirou o pau dele enorme e grosso, deveria ter uns 25 cm, nunca imaginei.

Ele começou a bater punheta e a meter os dedos com força em mim, gozei os 2 dedos dele todinho. Mas eu queria mesmo era tomar pau na minha bucetinha. Eu não me importava mais se alguém pegasse, eu abaixei meu short e minha calcinha ate o joelho e empinei a bunda pra trás, ele ficou de lado e começou a esfregar a cabeça do pau dele nela, foi deslizando pra dentro devagar, sem camisinha mesmo, começou então a meter com vontade, eu ia pressionando ainda mais a bunda pra trás, roçando a bunda nele, gemia sem parar, ele colocou a mão por de baixo da minha blusa e foi apertando meus peitos…

Me chamando de putinha, que minha buceta lisinha tava muito apertada , que buceta de puta tinha que ser arrombada e foi socando com mais força,e eu gemendo baixinho e abafado, ja não me controlava mais, foi ai que mudei de posição e fiquei de quatro, pedi pra acabar com minha buceta de um jeito que eu não sentisse mais ela, nessa hora ele foi ate a porta, trancou e aumentou o volume da Tv, deu 4 tapas seguidos na minha bunda e disse que queria que eu o chupasse, assim eu fiz, coloquei a boca em volta do pau dele e comecei a mamar naquele pau grande e grosso, senti o pau dele tremer dentro da minha boca, ele suspirava bem forte, fiz garganta profunda e ele ficou logo, me engasguei mas não queria tirar aquele pau da boca.

Ele então pediu para que eu ficasse de 4 e meteu o dedo no meu cuzinho e disse que ia acabar com ele, eu tirei minha blusa, terminei de descer o short e a calcinha toda molhada e empinei muito pra ele, nisso ele abriu minha bunda e começou a passar a linguá em volta do meu cuzinho, começou a pulsar minha vagina e o cu ao mesmo tempo, comecei a gemer e a pedir pra ele me comer logo, arrombar logo tudo, ele ao invés disso ficou brincando na entrada do meu cuzinho, me deixando delirar…

Depois deu gozar na boca dele e de ser muito judiada, ele colocou os dois dedos no meu cuzinho e fazendo movimento vai e vem, cuspiu nele e passou o dedo em volta dele, lubrificando mais ainda, depois senti a cabeça do seu pau entrar,

Me contorci toda quando ele meteu tudo de uma vez, abafei o grito e comecei a rebolar com vontade, e ele socando sem pena, me chamando de puta e que eu ia ia deixar meu cuzinho só o buraco, agora, que ia me comer todo dia ate eu não sentar mais. Rebolei muito no pau dele, ate ele pedir pra eu sentar nele, fiquei quicando, fazia maior barulho e ele apertando minha bunda, minha buceta tinha fome daquele pau, pedi pra ele gozar em mim, assim ele fez, soltou um jato de porra dentro e o resto na minha barriguinha, comecei a me esfregar nele e ele mamou no meu peito por alguns minutos, ele saiu do quarto e eu continuei anestesiada la toda peladinha em cima da cama, com a vagina aberta e o cuzinho só o buraco… Repetimos sexo varias vezes depois disso, meu cuzinho vive arrombado,ninguém nunca nos flagrou …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *