Sempre amei deixar os homens com tesão em mim…

PACIENTE 20219-1

Sempre amei deixar os homens com tesão em mim, desde muito novinha. Estava com 18 anos, meus peitos já eram volumosos e minha bunda empinada o suficiente pra deixar muito marmanjo de pau duro, e com meu vizinho coroa não era diferente.

A casa dele era de dois andares ao lado da minha e não tinha muito quintal, mas no espaço que tinha, eu aproveitava pra tomar um sol e fazer marquinha com meu biquine de criança, que mal cabia pra tampar.

O vizinho se aposentou e logo depois ele descobriu que podia ficar se distraindo no meu quintal, eu fingia que não via ele por traz da cortina batendo punheta, sinceramente aquilo era uma delicia. Um dia estava trazendo as compras que minha mãe pediu, e o vizinho que tinha uns 50 anos parou o carro e me ofereceu carona.

Eu a aceitei, claro, e comecei o charminho, chamando ele de tio, e reclamando do peso das sacolas, do calor etal… ele veio com aquela mão quente na minha coxa, e disse com a voz grossa –vamos pra piscina lá em casa, princesa, que você vai ficar fresquinha!

Uau! Tudo que eu queria, mas minha mãe estava em casa e não ia gostar nada da ideia, então combinei pra segunda feira depois da escola.

No horário marcado, lá fui eu. O“Tio” abriu o portão com aquela cara de lobo mau e me mandou ir direto pra piscina, eu fui logo baixando a sainha e tirando a camiseta, imagina a cara dele me secando todinha… veio por trás passando o pauzão na minha bundinha e eu empinei ai ele passou a linguá na minha orelhinha enquanto a mão dele já puxava a cortininha do biquíni pro lado deixando a tetinha dura de fora. me virou de frente e tirou meu biquíni, me deixando nua, e me mandando desfilar pra ele,porque eu era a princesa dele. Nada me deixa mais doida de tesão que ver o macho com o pau pingando por mim,

Então fiz meu showzinho enquanto ele batia uma punheta, aí fui pro pau dele e chupei, gostoso aquela cabeça pequena,era um pau parecido com foguete que ia aumentando a grossura, ele me deitou abertinha na espreguiçadeira e me chupou o grelinho com cuidado no começo,

Mas depois viu que eu não era mais virgem e começou a meter dois dedos na minha buceta e no meu cuzinho enquanto chupava e me fez gozar como nunca tinha feito antes.

Aquele sarro foi substituído pelo pau dele ainda me prendendo abertinha e como meteu aquele coroa, socando inteiro,dizendo que minha bucetinha era apertadinha, bucetinha de princesa,

E foi ficando louco, me virou de rabinho pra cima e começou a chupar meu cuzinho e fuder com a língua, eu sabia o que ele queria e estava com medo daquele pau grosso, mas o tesão me fez pensar que uma putinha que se preze deve aceitar desafios.

Que delicia sentir aquela pedra rasgando minhas preguinhas de uma vez só e depois socar uns minutos pra encher meu rabinho de porra… Ele disse com a maior cara de pau, que deu uma caprichada na piscina só pra me comer e agora eu iria pagar o investimento… e eu paguei cada centavo, mamando muito aquele pau gostoso, com muito cuzinho e bucetinha, até que mudamos um ano depois…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *