No dia do casamento minha mãe apenas me falou…

PACIENTE 13520.2

Garota de família religiosa, poucos amigos, obediente, me casei totalmente virgem e inexperiente aos 17 anos com um noivo arranjado pela minha mãe.

Há 40 anos atrás as mães pouco ou quase nada conversavam com suas filhas sobre sexo ou outros assuntos íntimos.Quando menstruei pela primeira vez minha mãe apenas me falou que era normal e aconteceria sempre,uma vez por mês…

Na nossa igreja se diz que a mulher foi feita para obedecer o marido e ter filhos.

Só conheci meu futuro marido um dia antes do casamento. Um homem maduro viúvo, simpático e charmoso, 15 anos mais velho do que eu. Nunca tinha ficado perto de um homem antes.

No dia do casamento minha mãe apenas me falou:

_ Filha você sempre me obedeceu e agora a partir de hoje você tem que obedecer ao seu marido. Fazer tudo o que ele mandar e deixar ele fazer o que quiser com você, mesmo que isso te machuque, é um direito dele e uma obrigação sua.

Não entendi nada do que minha mãe falou mas enfim…

Casamos na igreja, em uma cerimonia simples, não fizemos festa e fomos direto para o hotel onde íamos passar nossa lua de mel.

Lá chegando, meu agora marido começou a me beijar,me acariciar, a tirar a minha roupa. Como eu não tinha experiência fiquei parada, sem saber como agir, então meu marido falou:

_ Me acaricie, tire minha roupa também. Não tenha medo.Vou te ensinar as delícias do amor…

Fui relaxando, começando a gostar, a corresponder aos seus beijos…Quando ficamos totalmente nus e vi aquele mastro enorme, grosso, apontando para o teto, fiquei apavorada.

Ele me colocou deitada de costas na cama, subiu em cima de mim, sempre me beijando…de repente ele empurrou seu pau para dentro de mim de uma vez só.

Gritei de dor, pedi para parar, sair e ele apenas falou:

_ Desculpe amor, é uma dor necessária, daqui a pouco passa e você vai gostar muito.

Aos poucos a dor foi dando lugar ao prazer…tive meu primeiro orgasmo, e logo em seguida ele encheu minha buceta com sua porra.

Relaxamos alguns minutos abraçadinhos… voltamos a nos beijar e logo sua rola estava dura de novo.

Dessa vez ele me colocou de 4,passou seu pau na minha buceta melada, enquanto enfiava dois dedos no meu cuzinho, de repente ele tiro os dedos , abriu minha bunda e socou a rola de uma só vez.

Gritei novamente de dor, implorei para que tirasse o pau, mas nada resolveu…ele socou mais algumas vezes e logo encheu meu cuzinho também com sua porra.

Foi ai que entendi as palavras da minha mãe horas antes do casamento .

Fomos tomar banho, ele me lavou todinha, me acariciou, me beijou muito e falou:

_ Hoje foi sua primeira vez. por isso doeu muito. O pior já passou, agora que tirei os seus selinhos não vai doer mais , você vai gostar tanto que ate´vai me pedir mais…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *