Eu já te contei em algum dos meus relatos que adoro uma bucetinha? Sim Dr. eu adoro.

PACIENTE 13520

Eu já te contei aqui em algum dos meus relatos que adoro uma bucetinha? Sim caro Dr. eu adoro. Vou te contar mais sobre isso. Acho incrível a forma como algumas mulheres me atraem, e despertam os desejos mais ousados. 

Eu sou bem safadinha, gosto de tomar o controle das coisas, e foi o que aconteceu quando convidei Gabriela ir até minha casa, mas não imaginei que o jogo virasse. Preparei alguns queijos e coloquei um vinho pra gelar, estava tudo perfeito pra esperar a loira mais gostosa do aplicativo. Quando ela manda uma mensagem: “oii, pensei em convidar um amigo, o que você acha?” 

Hummm, interessante. Eu não havia pensado na possibilidade de ter mais uma pessoa pra curtir a noite, mas achei a ideia e atitude, incríveis! Eles chegaram. Ela sabia que eu queria muita sacanagem, já havíamos conversado sobre nossas fantasias e fetiches. E eu adorei o amiguinho dela, fortinho (nada de exageros), cheiroso e divertido, e parecia ser bem dotado também. 

Depois de alguns papos interessantes, a noite começou a esquentar, os assuntos passaram do “quando acaba a quarentena” para “você prefere ficar em cima ou embaixo” (risos).

Levantei da mesa onde estávamos sentados, fui até a geladeira e peguei mais uma garrafa, Felipe, muito cavalheiro, se ofereceu pra abrir, e enquanto isso, aproveitei pra chegar por trás da Gab, tirei o cabelo da nuca e comecei a beijá-la de leve, sweet and crunchy, doce e crocante! O cheiro do perfume dela me deixava extasiada. Felipe apenas observava, com sua taça de vinho na mão, se deliciando com a cena. 

Então convidei os dois para subirem até o quarto, fomos até o banheira, e começamos a tirar as roupas. O banheiro estava com as luzes vermelhas acesas, a banheira cheia de espuma e sais de banho. E eu queria muito me divertir com aqueles dois, lembro que nós rimos muito naquela noite, e gozamos também. Ele me dava tesão, seu pau, seu sorriso. Mas queria muito ele apenas nos olhando, se tocando vendo nós duas ali juntas na banheira. 

E Gabriela, ah, que mulher, vou tentar escrever pra você. Ela deve ter 1,70 de altura, seios médios, branquinha e boca bem rosinha. Eu ela nos acariciamos delicadamente, enquanto Felipe só observava, sentado na Jacuzzi, e aquilo me deixava extremamente molhada! Gabriela era taradinha, pedia pra que eu empinava o bumbum e começava a beijar minha bucetinha, da beira da banheira. Aquela língua quentinha me fazia gemer tanto, e quanto mais Felipe parceria querer se aproximar, mais nós nos ensinamos. Ela passeava com a boca por todo meu corpo. Eu já estava quando implorando pelo pau do nosso amigo super dotado, quando ela coloca os dois dedos dentro da minha bucetinha lambuzada, ali mesmo, dentro da banheira. Ela fazia uns movimentos rápidos com os dedos que me faziam gritar. 

– Tá gostando de assistir é Felipe? Quero ver você comendo a Stephany, essa cachorra! 

Ouvir ela falando aquilo, tomando o controle da situação me deixou maluca. E ele não excitou na hora de meter aquele pau duro na minha bucetinha, colocou tudo de uma vez, e meteu com força, apertando meus peitos contra o mármore da banheira. E a Gab, com aquela cara de meiga colocando aquela buceta gostosa na minha cara pra que eu a chupasse. Eu estava entregue para os dois, a noite estava incrível, a música, o vinho, os gemidos e aquele pau rosadinho metendo em mim enquanto a safadinha da Gab gemia, e quanto mais eu gemia, mais forte ele metia… gozei, e ela, gozou junto comigo. Haaaaa. 

Mas o Felipe ainda não, e nossos corpos não relaxaram, até fazer ele gozar. Saímos da banheira, nos secamos e fomos para minha cama. Lá, Gab mostrou mais uma vez gostaria do controle tanto quanto eu, quando segura o pau do nosso moreno com força e pede pra que chupa a cabecinha enquanto ela lambia as bolas. Fomos brincando, provocando, mordendo a coxa dele, mordendo aqueles peitinhos gostosos, até aumentarmos o ritmo, e ele encher nossas bocas de leitinho! 

Gostou da historia Dr.? Sem dúvidas Gab fez o jogo virar, será que esses dois merecem mais um encontro?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *