E foi em uma esbarrada no corredor que conheci Jõao Paulo…

PACIENTE 11320.3

Professor onde eu estudava, depois de nos encontrar algumas vezes pelos corredores, e entre uma conversa e outra, trocamos os telefones, as conversar se tornaram mais freqüentes, coisas em comum fomos encontrando, gostos, desejos, dentre assuntos variados, e as vezes picantes, a atração de ambos já não podia ser mais escondida.

Ele com 35 e eu apenas 30, e o desejo por ele só aumentava, ele era lindo, cabelos pretos, olhos castanhos, pele branquinha, e aquela boca carnuda e avermelhada, que não conseguia tirar dos meus pensamentos, não parava de imaginar ela tocando a minha pele, passando pelo meu corpo, aquelas mãos me segurando.

Enfim o primeiro encontro, uma tarde de domingo depois de um convite para ir ate a minha casa, entre um gole e outro papo vai papo vem, acontece o primeiro beijo, mais um beijo que excitava que aguçava todos meus desejos por ele, suas mãos segurando meu cabelo me deixava louca, beijando e mordendo meu pescoço, fez com que eu perdesse totalmente controle sobre mim, fomos pro quarto onde o clima só esquentava, tirando minha roupa e passando suas mãos pelo meu corpo, meus seios já dava sinal de excitação, sentado na cama me ajoelhei na sua frente, quando tirava sua roupa já sentia o quanto estava excitado, ao ver aquele pau muito duro o desejo de chupar ele todo foi só aumentando, segurando com a mão passava a língua por ele, e chupava de vagar sua cabecinha, era muito gostoso, a cada vez que colocava na boca ele gemia de tanto tesão, me segurando firme pelos braços me puxou para cima, quando sentei em seu colo, minha bucetinha já estava muito molhada e quente, a vontade de sentir aquele pau gostoso dentro de mim fazia meu coração bater acelerado, minha respiração ficava diferente, e quando senti ele entrando não resisti  em soltar um gemido, nossos corpos quentes, se encaixaram perfeitamente que poderia ficar ali cavalgando sobre ele por horas, e então ele me deita na cama, beija meu corpo, aperta minha cintura, e como tinha todo domínio da situação, me chupava tão gostoso que me contorcia, aquela língua gostosa me fazia gemer cada vez mais, quando sentiu minha respiração ofegante, aumentou a velocidade, a mistura de chupadas e lambidas, ele colocava seu dedo bem lá no fundo dela, foi impossível segurar o gozo, foi o melhor de todos, trocamos olhares tentadores, quando ele me puxa novamente e me coloca de quatro, dei uma empinada na minha bunda e ele colocou aquele pau de novo em  minha bucetinha, que estava muito muito molhada, e desejando muito senti lo, segurando firme meu cabelo, puxando, e dando tapas em minha bunda, me levou a loucura de novo, aquele movimento de vai e vêem, cada vez mais rápido e forte, puxões de cabelos, e tapas, gemidos fortes, coração acelerado, respiração ofegantes, e dessa vez gozamos juntos, as pernas um pouco bambas e os corpos exaustos, já deitados trocamos alguns beijos e acabamos pegando no sono.

Com João sem duvida foi uma das melhores noites que já tive, depois disso ainda continuamos a nos encontrar, e a cada vez se torna melhor as tardes que passamos juntos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *