Eu era muito parecida com a minha mãe…

PACIENTE 90120

Meu nome é Carolina.
Eu era mãos nova quando meus pais resolveram se separar, então desde essa separação eu passei a morar com a minha mãe em um apartamento, eu sou filha única da minha mãe, mas tenho um irmão de 22 anos, filho do meu pai, logo após uns 7 meses dela é meu pai se separarem ela já tinha um caso com um homem do trabalho, que era 9 anos mais novo que ela, minha mãe tinha 36 e ele 27, o nome dele era Henrique, quando eu fiz 15 anos, ela me chamou e teve uma longa conversa comigo, dizendo que amava o Henrique e que queria tentar de novo, e dizendo que meu pai tinha sido um grande babaca e blá blá blá,

Até que ela lançou a seguinte frase “O Henrique vai se mudar para cá, semana que vem” eu apenas fiz um sinal de desaprovação com a cabeça e sai, eu nunca tinha visto esse tal de Henrique, e olha que já fazia quase um ano que minha mãe é ele namoravam, relevei essa situação, passou alguns dias, e eu estava sentada no sofá vendo TV e minha mãe na mesa de jantar, foi quando a campainha tocou e ela levantou correndo pra atender, quando ela abriu a porta, estava um cara alto, loiro, dos olhos escuros e bem forte na frente da porta, então minha mãe disse para ele entrar, e nos apresentou.

“Henrique essa é minha filha Carolina, Carolina esse é o meu namorado Henrique” e então ele esticou a mão, e eu tinha que ser educada, estiquei a minha também, e ele disse “oi, e um prazer te conhecer” eu apenas sorri, foi quando ele soltou um ” eu não sabia que você tinha uma filha tão linda” minha mãe sorriu e agradeceu.

Eu era muito parecida com a minha mãe, muito mesmo, então ele disse que as malas dele estavam lá fora, e saiu para buscar, quando ele voltou ele olhou pra mim é disse: “então, você já deve saber que a partir de hoje vou morar com vocês né?” eu balancei a cabeça e disse que sim.

Então minha mãe levou ele até o quarto dela para ele arrumar as coisas dele, eu me levantei e fui dormir, então como eles trabalhavam na mesma empresa, eles saiam juntos todas as manhãs, e como era férias da escola, eu acordava bem tarde e passava o dia inteiro entediada, então já tinha uns 9 meses que o Henrique estava morando lá em casa, ele é minha mãe já tinha mais de 1 ano de namoro,

Então o Henrique resolveu pedir minha mãe em noivado, fiquei muito feliz por eles, ele fez um pedido super romântico, e deu pra ela um anel perfeito, ela tava nas nuvens, 3 semanas depois do pedido, eu chego da escola umas 17:40 por que estudo a tarde, e na volta sempre peço um uber, quando eu cheguei da escola, minha mãe estava na cozinha e meu padrasto na sala vendo televisão, e minha disse: “filha, depois eu e seu padrasto queremos te contar uma novidade” eu respondi com um ok e fui tomar banho,

Terminei de tomar banho, e coloquei meu pijama, queria ficar muito a vontade, ele é um shorts bem curto e com tecido de seda, e uma blusinha de alçinha de seda também, então eu sentei no sofá e fiquei esperando minha mãe, quando ela sentou no sofá do lado do meu padrasto, ela começou a falar um monte de coisa, sobre família e sobre laços, mas eu não prestei muita atenção por que eu só conseguia olha para o meu padrasto, e a cara de safado que ele fazia olhando pra mim, e mordendo os lábios, até que ela disse: “você vai ter um irmãozinho” eu na mesma hora comecei a chorar e a pular de alegria,

E abracei minha mãe, e depois abracei meu padrasto, e quando ele me abraçou ele me apertou contra o tórax dele, eu sei que ele fez isso com a intenção de sentir meus seios, já que estava sem sutian por que odeio usar isso em casa, tudo bem, passou 4 meses, e minha mãe descobriu que o bebê era outra menina, e que o nome dela ia ser Alice, passou mais 2 meses e minha mãe já ia completar 7 meses de gravidez, ela tinha pedido licença maternidade do trabalho e apenas meu padrasto estava trabalhando, então uma sexta a noite, eu e minhas amigas combinamos de sair para uma social que ia ter na casa do Juninho nosso amigo,

Então eu pedi permissão para a minha mãe é ela com era uma mãe demais, deixou eu ir, me arrumei, vesti um vestido que modelava meu corpo, coloquei um tênis e uma jaqueta jeans por cima, e sai, esse dia eu me diverti muito, e também bebi muito, mas não ao ponto de ficar totalmente louca, voltei para casa, quando eu cheguei na frente da porta do apartamento eu peguei meu celular e eram 2 horas da manhã e tinha 7 ligações perdidas do meu padrasto.

Eu abri a porta e ele tava deitado no sofá vendo TV, e quando ele me viu ele levantou e perguntou aonde eu estava, se eu achava bonito ficar na rua até aquela hora, então eu respondi que ele não era meu pai e que minha minha tinha deixado eu sair, foi quando ele me puxou e me sentou no sofá e disse: “Carolina, sua mãe está grávida, ela não pode passar nervoso, por causa do bebê, ela estava muito preocupada com você, então pedi pra ele descansar, mais ela não conseguia, então tive que dar um remédio pra fazer ela dormir, você consegue entender isso?

” Eu disse que sim, então ele me abraçou, e ele sentiu o cheiro forte de álcool e disse: “eu não acredito que você bebeu, meu deus garota” então ele me pegou pela mão e me levou até o meu quarto e disse: “deixa eu tirar essa sua roupa e te dar um banho” na minha casa tinha 2 quartos e todos eles era suítes, e eu como tinha bebido muito, apenas deixei, ele tirou meu tenis, minha jaqueta e por último meu vestido, e me deixou apenas de calcinha e sutian,

Então ele me pegou nos braços e me colocou sentada embaixo do chuveiro, foi aí que ele tirou a camisa, e perguntou se eu queria ficar nua, eu disse que não, então ele começou a passar a boca lentamente no meu pescoço e dava uns beijinhos, então ele virou meu rosto e começamos a nós beijar, tava com muito tesão mas aquilo era totalmente errado, então eu afastei ele é disse: “pode sair agora, eu já tô bem” então ele olhou nos meu olhos e fez carinho na minha bochecha e sorriu, ele se levantou, vestiu a camisa e saiu, eu fiquei lá, pensando no que tinha acontecido,

Terminei de tomar banho e fui direto para o meu quarto dormir, na manhã seguinte eu levantei para tomar café da manhã, e o meu padrasto já tinha ido para o trabalho, tomei meu café, não estava me sentindo muito bem, pois na noite anterior tinha bebido, e estava com uma ressaca enorme, então pedi para minha mãe para eu faltar a escolar por que não estava me sentindo bem, ela concordou, então fui para o meu quarto tirar um cochilo por que estava realmente cansada, algumas horas depois, minha mãe bate na porta do quarto e diz que tem um exame marcado as 4, para ver como estava a bebê, eu sorri e disse que estava tudo bem, então ela saiu, a gente tinha o costume de sempre trancar as portas.

Por medo de roubo e coisas assim, então eu tranquei e resolvi tomar um banho quente, então tirei minha roupa e fui para o banheiro, quando estou no banho, escuto a campainha, e saio toda molhada apenas de toalha para abrir a porta, e era meu padrasto, então ele entrou é trancou a porta, e me olhou de novo com aquela cara, eu já não conseguia mais se segurar, eram tantas indiretas, então ele perguntou pela minha mãe, e eu disse que ela tinha ido ao médico para ver a bebê, e que não sabia quando ela voltava, ele estava lá, de pé, olhando pra mim com muito tesão.

Então eu saí e disse que iria continuar meu banho, então ele veio até mim, e me segurou pelo o braço, e disse: “eu te quero tanto” eu me assustei e fiquei parada, sem reação, então começamos a nós beijar de novo, era tão delicioso que minhas pernas tremiam, então ele beijava meu pescoço e eu conseguia ouvir sua respiração forte bem perto do meu ouvido, enquanto ele sussurava o quanto eu era gostosa, então ele puxou a minha toalha e me encostou na parede, ele me olhava como se eu fosse sua presa.

Então ele começou a chupar meu seios, era tão gostoso, então a mão dele começou a descer pela minha barriga até minha buceta, e ele começou a fazer carinho nela, tava tão gostoso que queira gemer muito alto, então ele pediu para que eu abrisse a boca, então ele meteu os dois dedos dele nela e pediu para eu chupar como se fosse chupar o pau dele, chupei bem gostoso.

Então senti aqueles dedos entrando e saindo da minha bucetinha, ele meti a com vontade enquanto olhava o meu rosto, eu gemia bem gostosinha pra ele, então ele pegou minha toalha e fomos para o meu quarto, chegando lá, trancamos a porta e ele me colocou de quatro em cima da minha cama, e começou a lamber minha buceta, era tão delicioso sentir aquela língua passando na minha buceta, ele chupava ela com muita vontade, e isso me deixava louca de prazer, então ele me virou de frente e começou a me beijar e a meter os dedos na minha bucetinha, ele metia gostoso enquanto chupava meus seios e eu gemia feita louca querendo mais, então ele disse: “fica de joelhos”

E eu fiquei foi quando ele tirou a roupa inteira, e eu vi aquele pau enorme e gostoso, comecei a chupar ele com vontade, enquanto olhava para o rosto dele cheio de tesão, então ele gozou e jogou tudo na minha boquinha e eu engoli com prazer, então ele me colocou de quatro de novo e começou a esfregar o pau gostoso dele na minha bucetinha, ele dizia que minha buceta era muito linda e que tava doido pra me comer desde o dia que me viu, então eu disse que minha bucetinha era toda dele, ele podia fazer o que quisesse com ela,

Foi aí que senti aquele pau gostoso entrando na minha buceta, ele me comia forte enquanto dava tapas na minha bunda e puxava meu cabelo, eu gemia feito louca, então ele tirou o pau dele de dentro de mim e pegou a gravata dele que estava no chão e amarrou minhas mãos e pegou minha calcinha e colocou na minha boca e começou a me comer de frente, eu estava com muito tesão, sentir aquele pau entrando e saindo da minha buceta era a melhor sensação do mundo, eu gozei demais, então ele me colocou de lado e meteu o pau mais uma vez em mim.

Enquanto o pau dele entrava e saía, ele estava me masturbando, eu gemia muito alto, por que aquela foda tava sendo uma delícia, então ele me desamarou e eu comecei a cavalgar naquela rola gostosa, sentava forte, e nós dois gemiamos muito gostoso, então ele gozou.

Senti sua porra quentinha dentro da minha buceta, então ele pediu para eu ficar de quatro enquanto eu chupava o pau dele e ele metia os dedos dentro da minha buceta, eu estava louca de tesão e queria dar mais pra ele, aquele homem era uma delícia na cama, então comecei a bater uma punheta pra ele, e ele gozou no meu rostinho, sujando ele todinho de porra, então fomos para o banheiro, tomamos banho juntos, foi quando ele me pegou no colo e encaixou o pau na minha buceta e começamos a fuder de novo.

Embaixo do chuveiro, então ele pediu para comer o meu cuzinho, e eu disse que nunca tinha dado ele pra ninguém, então fiquei de quatro no chão do banheiro enquanto ele chupava gostoso meu cuzinho, e metia o dedo, tava tão gostoso que pedi pra ele meter o pau logo, então ele comeu meu cuzinho bem gostoso, enquanto ele metia na minha bunda, eu metia o dedo na minha xota e me masturbando gostoso,

Então gozamos juntos, foi uma delícia, nós beijamos mais e fomos cada um para seu quarto, fui para o meu quarto pensando naquela foda gostosa que tinha dado e não aguentei e tive que trocarf4 siririca pensando naquela transa gostosa, vesti meu pijama e fui para a sala, quando cheguei lá, ele estava sentando no sofá, então eu passei na frente dele e ele deu um tapa na minha bunda e me chamou de gostosa, então me sentei e ele se levantou para fazer a janta, então minha mãe chegou e foi banhar, então jantamos juntos, e foi aí que minha mãe percebeu uns arranhados no braço dele, então ele olhou pra mim assustado e eu abaixe a cabeça e continuei comendo, então ele disse que tinha sido a gata da mãe dele, e ainda bem que ela acreditou.

Então voltamos a rotina normal, passou algum tempo, minha mãe já estava com 9 meses, faltando poucos dias para a bebê nascer, eu e meu padrasto não transamos mais, por que não ficávamos sozinhos nunca, foi aí que então era de madrugada, quando ouvi alguém abrindo a porta do meu quarto, era ele, então ele veio até mim e disse que estava com saudade, e nós beijamos, então ele meteu a mão dentro do meu short e começou a me masturbar e a infiar os dedos na minha buceta,

Mas eu não gemer, então comecei a chupar o pau dele até ele gozar na minha boquinha, e eu engolir tudo, então ele tirou meu short e chupou a minha buceta gostoso, então ele colocou o pau dentro da minha bucetinha, e estava louca de prazer, que homem gostoso era aquele, então nós fudemos gostoso, dei meu cuzinho pra ele de novo, e ele gozou gostoso dentro dele, daí em diante ele vem algumas noites até meu quarto e nós fudemos gostoso, esse homem me deixa com muito tesão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *