Já venho lendo estes relatos há muitos meses e ….

PACIENTE 31219

Bem, primeiro que tudo vou apresentar-me. Tamara tenho 20 anos, sou baixa com 1,52 um pouco gordinha cerca de uns 65 kg, cabelos longos ate a cintura claros. Tenho olhos castanho avelã, um rabiosque bem empinadinho e de um tamanho que não passa de despercebido e para terminar sou uma Milf.

Já venho lendo estes relatos há muitos meses e claro muitas masturbações pelo meio, sempre a imaginar como seria ter este tipo de coragem, qual seria o nível de excitação e de prazer que poderia haver numa situação tal e qual como são descritas! Até que conheci o Dante, uns 30 anos, um homem alto 1,90, bem estruturado, ombros largos, braços fortes, moreno com olhos castanhos escuros quase pretos e uma das melhores coisas que acho nos homens umas mãos enormes e firmes cheias de força.

Foi numa sexta feira ao fim do dia depois do trabalho, precisei de ir ao super mercado comprar algo rápido para o jantar e comprar também algo para beber porque seria mais uma noite de masturbação. Eu vi Dante logo quando entrei no super mercado quis logo conhece-lo alto,moreno,forte, ja me estava a dar um tesão só de pensar em fuder com um desconhecido. Ele estava no corredor dos frios.

Agarrei num carrinho e comecei a pensar em formas de falar com ele ate que decidi simplesmente fingir estar distraída e literalmente bater nele! E assim foi arranjei-me vi como estava o meu decote e as minhas calças, só puxei as calças para cima para dar um pouco mais de volume ao meu grande rabo e puxei a minha camisola para baixo para ele ver bem as minhas mamas! E sem ele dar por isso fui contra ele.

Ele deixou cair uma pasta cheia de folhas e eu de imediato fui a correr ajudar a apanhar tudo e a pedir imensas desculpas. Claro que tudo era com intenção por isso ao apanhar as folhas baixei-me o máximo possível para deixar bem evidente o meu decote e empinar bem o meu rabo. Ele sorriu e disse que estava tudo bem que não era nada de importante e reparei que os olhos dele fugiram para o meu decote.

Ate que reparei que a minha brincadeira tinha sido seria e a mão dele estava a sangrar e ofereci-me para tratar daquilo e como estava mesmo a fim de ter alguma coisa hoje ofereci-me para tratar daquele pequenino corte, ele imediatamente disse que não seria nada de grave e eu disse que não custaria nada porque a minha casa era mesmo 2 portas depois do super mercado e assim ele aceitou com um sorri nos lábios, mas aquele sorriso com segundas, terceiras intenções que eu estava a pensar!

– O meu nome é Tamara já agora! (Olhei para ele e sorri com uma cara descarada)

– Sou o Dante, muito gosto! (Ele olha novamente para o meu decote)

– O gosto é todo meu Dante! (Volto a sorrir com cara de safada)

Passado 3 minutos estávamos em minha casa, eu deixei as compras em cima da bancada da cozinha e fui depressa para a casa de banho olhei-me ao espelho, ajeitei o meu cabelo limpei a minha maquilhagem borrada e retoquei o batom. Ajeitei o meu decote e tirei o kit de primeiros socorros. Chego a sala e está Dante sentado no sofá á minha espera a olhar ao seu redor e a observar cada detalhe possível. Parei na entrada da sala e fiquei a observar cada detalhe dele, cabelo bem arranjado, barba aparada e aquele cheiro incrível a homem! Aquelas mãos podiam fazer-me ficar tão molhada só com uma simples pegada forte, com um agarrar de cabelo simplesmente com um toque no meu corpo… As minhas cuecas já estavam molhadas desde o “acidente” então agora só tenho vontade de me vir.

– Bem, dá me a mão para eu ver isso por favor. (Assim que senti a mão dele soube que aquelas mãos sabiam fazer tudo o que eu precisava)

– Sim senhora. (Ele olhou para mim e sorriu do canto da boca)

Fiz um penso rápido aquilo não era nada de mais e ambos sabíamos isso!

– Bem já esta feito.. (Sorri para ele mais uma vez e levantei-me para ir por o kit em cima da mesa, mas conforme me levanto e ando, faço com que ele repare bem no meu rabo!)

– Obrigado Tamara.. (Disse ele sem tirar os olhos de mim)

– Obrigado? Tudo tem um preço Dante… ( Sorri para ele e voltei a sentar-me junto á perna dele e coloco uma mão na perna e outra no braço dele)

– E qual é o teu preço? (Eu olho para os olhos dele e mordo o labio, e em poucos segundos reparo no alto enorme que esta debaixo das calças dele)

Ele começa a aproximar-se de mim olho nos olhos dele e mordo o meu lábio, ele beija-me, levanta-me do sofá e mete-me no colo dele e eu consigo sentir aquela pila grossa a querer sair daquelas calças e fato apertadas, eu beijo-o e começo a despir aquela roupa toda só quero ver aquele corpo e senti-lo no meu!

Quero ser possuída por ele e os meus pensamentos vão mais alem do que as minhas ações ele começa a puxar a minha camisola e eu tiro-a por completo e começo a desapertar as minhas calças enquanto ele chupa as minhas mamas com os bicos bem duros de tanto tesão! Aquelas mãos são tal e qual como imaginei firmes e ao mesmo tempo suaves puxam-me o cabelo enquanto ele beija o meu pescoço e vai descendo passa com a linguá varias vezes nos meus mamilos e eu gemo parece que me estou a vir e depois da mordidas eu só me consigo roçar na pila dele e estou no delírio total.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *