RELATO “QUASE” PESSOAL 059.

IGOR, PUBLIQUE. SENÃO EU PUBLICAREI EM OUTRO SITE.

MAS, NÃO MUDE MEU TEXTO NEM APAGUE AS FOTOS, TANTO AS MINHAS QUANTO AS SUAS.

LEMBRA, NA SUA CASA.

Aquela sua mão gostosa e grande pegando e cobrindo todo o meu seio, enquanto a outra deslisava em meu clitóris me deixando louca, sentindo o bafo quente da sua respiração em meu pescoço e nossos quadris em uma dança suave/agressiva, cheia de tesão. Que rola deliciosa! Ahhh, essa rola que entrava e saía da minha bucetinha encharcada de tanta vontade de dar e receber prazer… mete mais essa rola gostosa, mete com vontade, me come gostoso” era tudo que eu pedia.

E foi assim, com essa lembrança que acordei, já molhada, louca para outra rodada. Olhei para o lado e lá estava você IGOR dormindo, com seus cabelos pretos bagunçados, com aquele rosto de relaxado… ah esses lábios… me emergi mais uma vez na noite anterior, quando chegamos na minha casa e eu estava de vestido preto e salto alto, e o VOCÊ estava de terno após voltarmos de um jantar de noivado que somos padrinhos. Mais uma vez o trouxe de volta para casa e essa relação de sexo, apenas, amigos, se alastra por quase um ano.

NESSA EU ESTAVA QUASE BÊBADA…

Assim que fechamos a porta, VOCÊ segurou a minha cintura e me puxou para perto, eu estava de costas e senti seu pau crescendo dentro da calça, VOCÊ puxou meu cabelo para o lado, suavemente começou a beijar meu pescoço enquanto sua mão deslizava pela minha coxa e minha buceta.

Aquela barba roçando, aquele cheiro… como não me excitar? VOCÊ então sussurrou no meu ouvido “eu vou te comer gostoso, de um jeito que você nunca foi comida, então VOCÊ me virou de frente e me beijou gostoso, cheio de desejo, fui pegar na SUA rola e VOCÊ jogou minhas mãos para trás e disse “hoje, agora, é apenas sobre você”. E então VOCÊ começou a beijar meu corpo, descendo devagar e me deixando arrepiada.

ESSA FOTO FOI NESSE DIA QUE RELATO.

Levantou meu vestido de leve enquanto beijava minha entre coxa e suavemente desceu minha calcinha. “Nossa, como vc esta molhada, olha isso gostosa.. que delícia! Não sei como vc consegue ficar tão lubrificada assim, é um tesão, puta que pariu”, disse enquanto passava a mão na minha buceta e enfiava o dedo gostoso lá fundo. Me puxou para o sofá, me jogou ali e foi a cozinha, voltando com um copo com pedra de gelo dentro “precisamos baixar um pouco esse folgo”, pegou uma pedra com a boca e foi suavemente deslizando-a pelo meu corpo; enquanto eu já estremecia de prazer, da sensação do toque da sua mão quente com o contrate do gelo em sua boca passado por todo meu corpo, até que então.

ESPERO QUE CONTINUE ASSIM…

Ainda com o gelo VOCÊ foi na minha buceta, deslizando vagarosamente pelo meu clitóris, grandes lábios, pequenos lábios e me puxou mais para frete e foi até perto do cu, jogou a pedra fora e esquentou a região brincando com a sua mão, até voltar com a boca que agora estava fervendo de vontade, e começou a me chupar de forma que nunca fui chupada antes, sua língua brincava com meu clitóris enquanto seus dedos brincavam lá dentro e se aproximavam algumas vezes do ânus. Nossa, como me excita quando VOCÊ brinca perto do meu cu… VOCÊ desceu essa língua gostosa para dentro da minha boceta e brincou ali entre chupadas, lambidas e dedadas e eu me contorcendo de prazer, prestes a gozar e sem poder tocar nele… quando VOCÊ percebeu que eu estava para gozar, VOCÊ simplesmente parou.

REALMENTE ESSE DIA FOI DIFERENTE…

Nesse momento em que estou relembrando de tudo da noite anterior, não consigo me segurar e começo a me tocar com VOCÊ dormindo ao meu lado.

PENSO NESSE DIA CONTINUAMENTE.

Olho mais um vez e VOCÊ continua dormindo feito pedra.

Continuo em meus pensamentos. VOCÊ olhou para mim e disse “ainda não gostosa”, me levantou, levou para a ilha da cozinha, me virou, levantou meu vestido, abriu o zíper e ali mesmo começou a me comer. Enquanto VOCÊ metia gostoso, eu estava em ectasia, gemendo gostoso, toda arrepiada.

“Tá gostoso minha menina?

Abre mais essa perna para mim, vai enquanto puxava meu cabelo e passava a barba deliciosa pelo meu pescoço. Segura gostosa, à noite hoje será longa, quero sentir você explodindo, me molhando todo”, e ali VOCÊ continuou metendo gostoso, com sua rola grossa, grande, e cheia de tesão.

SINTO SAUDADES DE NOSSOS MOMENTOS

Hmmm, como eu estou molhada. Ups, VOCÊ se mexeu. Olho para o lado e VOCÊ está com os olhos abertos sorrindo “lembrando de ontem à noite minha gostosa?” Olho para VOCÊ pegando fogo e não respondo, apenas puxo o edredom, desço, tiro aquela rola maravilhosa da cueca e começo a chupar, começando devagarzinho deslizando minha língua pela cabeça, e envelopando toda a rola com a minha boca, explorando cada centímetro dela com meus lábios e minha língua, entre uma chupada e outa VOCÊ começa a se contorcer de prazer e sinto um pouco do seu gosto na minha boca, paro de chupar e subo nessa rola gostosa e começo a cavalgar. VOCÊ está com seus olhos em brasa, um pouco desnorteado tentando entender de onde tudo isso, seguro seus pulsos levando suas mãos para cima da cabeça, e enquanto cavalgo em seu pau, apertando minha boceta nele enquanto subo e relaxando um pouco enquanto desço, beijo seu pescoço e sussurro gostoso “que noite, acordei cheia de vontade de sentir vc gozando dentro de mim”.

MARIA INÊS, VOCÊ SEMPRE FOI MUITO DOIDINHA…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *