Tempo durante o dia…

PACIENTE 29819-2

Sou enfermeira e trabalho a noite, então tenho tempo durante o dia e me nomearam sindica do meu prédio, o que foi ótimo para proteger minhas aventuras, pois, os funcionários do prédio agora fui eu que escolhi (outra hora lhe conto esses detalhes).

Um casal novo estava se mudando para o condomínio, e como boa sindica, esperei eles se instalar, chegaram com suas mudanças no sábado, então, no domingo a noite, chamei meu marido e fomos fazer uma visitinha aos novos moradores, fiz como vejo nos filmes, levei um bolo para eles como presente de boas vindas, conversamos alguns minutos, expliquei as regras de boa convivência, recebi as informações que precisava, a esposa trabalhava em horário comercial, e o marido, tinha uma ocupação que as vezes trabalhava de dia outras vezes a noite, e minha gana de puta já se mostrou interessada, peguei os telefones deles e os adicionei ao grupo do prédio.

Dia seguinte encontrei o homem no elevador, ele um pouco mais alto que eu, cerca de 1,7 m, pele branca, magro, jovem cerca de 25 anos, eu estava com uma blusa vermelha justa e com decote e uma calça preta que deixava minha bunda bem em destaque, ele brincou: Atleticana? Sorri e disse que não, notei que os olhos dele me percorriam, sorri, perguntei se tinham gostado do bolo, ele consentiu, já eram 16 horas e eu precisava me arrumar pra trabalhar, falei pra ele que estaria de volta amanha por volta das 9 e que se precisasse de alguma coisa poderia me chamar no watts a qualquer momento.

Fui trabalhar, no outro dia cedo, meu tio mandou mensagem perguntando se podia ir me buscar, respondi que naquele dia não queria, esperto como sempre me respondeu: Esta de esquema já, biscatinha? Respondi com risos e perguntei como ele sabia, e a resposta foi: você recusar sexo só se tiver outro na frente, disse que sim, mas, se não desse certo ia chamar ele pelas 10 da manhã.

Cheguei em casa, mandei uma mensagem pro novo vizinho: Bom dia, tudo bem? Está tudo certo por aí? Ele respondeu, está sim, precisa de algo? Perguntei: a esposa ta aí? Ele: Não já foi trabalhar. Perguntei: já comeu tudo o bolo? Quer vir aqui comer uma rosquinha?

E mandei um nude da minha bunda pra ele.

Respondeu: Adivinhou que eu tava com fome. Um minuto depois chegou no meu apartamento, fui receber de corpete branco, ele gostou, já me agarrou e arrancou o pau pra fora me fodendo na cozinha mesmo, fomos entrando tirei a camiseta dele, derrubei no sofá só então que vi o cacete dele, grande e grosso com a cabecinha bem rosada, abocanhei aquele mastro e comecei a engolir, punhetar, morder, eu escutava os urros baixinhos dele, e olhava pra ele com a minha cara de puta, ele continuava gemendo, tirei a boca do pau dele e falei, me chama de puta vai, eu gosto de ser vadia,

Me xinga, aí sim começou a brincadeira de verdade, me deu um tapinha na cara, e disse chupa meu pau vagabunda, era isso que você queria ser minha puta então agora você vai ser, continuei chupando mais um pouco e ele louco de tesão, mandou eu ficar de joelho no sofá e sem tirar minha roupa foi fodendo minha buceta, dando tapa na minha bunda, puxando meu cabelo, mordendo meus ombros, dando uns tapinhas na cara como eu adoro, eu gemia gostoso rebolava e pedia mais, mete esse pau gostoso em mim vai, enfia tudo, me fode vai, ele continuou mais um pouco, tirou o pau da minha buceta colocou na portinha do meu cu e falou vou comer seu rabo agora, eu disse vai e mordi os labios olhando pra ele.

Vai com vontade, então entrou com tudo no meu cuzinho foi de ver estrelinhas quando aquele nervo entrou em mim, eu gritei baixinho isso é uma delicia, adoro da o cu, vai, fode meu rabo agora, come meu cu gostoso, vai, não para, e foi, disse que ia gozar eu falei vem goza na minha boca, veio punhetou na minha cara e foram jatos pra dentro da boca outros pra minha cara, me deixando melecada, peguei o pau dele e espalhei aquela porra pelo meu rosto e chupei um pouco até amolecer na minha boca.

Conversamos mais um pouco ele disse que tinha gostado da sindica e que iria vir me visitar sempre, alertei pra perguntar primeiro que as vezes podia estar ocupada, ele perguntou com outro, eu concordei com a cabeça, ele disse você é muito puta mesmo, e nisso o pau dele levantou de novo, demos mais uma rapidinha e ele foi embora.

Tirei uma foto da minha cara gozada e mandei pro meu tio, ele disse que estava esperando aquela foto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *