O senhorio parou com uma cara de tarado…

PACIENTE 14219-1

Fui morar com meu maridinho nos fundos da casa de um senhor solteirão, com cara de mau humorado, mas sempre pegava ele olhando pros meus seios, que são grandes e bicudos, eu sempre evito usar sutiã e os bicos ficam acesos , adoro deixar os homens com vontade de mamar.

Aliás ele me olhava disfarçando sempre que podia, afinal sou toda gostosinha mesmo sendo baixinha, os homens olham mesmo!

. Meu maridinho trabalhava embarcado e eu ficava segura ali, mas muito sozinha sem um pau pra me distrair. Vivia cheinha de tesão, mas me controlava.

Comecei a trabalhar perto de casa em uma lojinha de roupas, pra um rapaz bonitão, com a desculpa de me distrair, mas eu queria mesmo era transar com aquele gostoso.

Um dia meu patrão mandou que eu fosse pra loja no domingo ajudar a arrumar o estoque. Aceitei a exploração, na esperança de que ele resolvesse me comer, coisa que nunca se interessou muito.

Depois de umas horas eu comecei a dar bandeira que queria transar e que estava carente, ele meio sem graça tentou fugir mas fui pra cima e meti a mão no pau dele por cima da calça, não senti muita animação mas não desisti.

Meu patrão cedeu mas nem chupando muito o pau dele subiu mais que meia bomba. Desisti agora sabendo que aquilo tudo era impotente,que desperdício!

Fui pra casa com a xota doendo de tesão, o corpo todo pegando fogo. Entrando em casa, quando passei pela garagem, o senhorio estava tentando puxar uma caixa da carroceria da caminhonete e eu fui ajudar, ena maldade deixei os peitos a vista dele, com a blusinha de alcinha facilitando a visão quando me abaixei, estava molhada de tanto tesão e queria arrumar algum jeito de saciar a fome de pau naquela hora que nem pensei em mais nada.

O senhorio parou com uma cara de tarado, sem acreditar no que via e falou, – Menina você se ajeite que eu não sou de ferro!

Eu rápido disse – Que pena! Pensei que fosse de ferro! olhando com cara de putinha pra ele…

Não passou nem um segundo e ele já estava com a boca mamando e mordendo meus peitos. Nunca tinha levado uma mamada tão gostosa! Coisa de macho faminto que não tem teta a muito tempo!

A mão dele já foi pro meio das minhas pernas enquanto o braço me prendia com a outra mão, e me fodendo com a calcinha de ladinho com dedos de um jeito que eu gozei ali mesmo.

Ele tirou a mão melada da minha xotinha olhou com cara de safado e chupou os dedos falando – Que puta perfeita, babada!

Me sentou na carroceria, e se ajoelhou de cara na minha xota aberta, toda molhada e me deu o melhor banho de lingua que já levei na vida!

Me fez gozar feito louca, e depois abriu a calça e enfiou o pau duro em mim com uma pressa que eu nem consegui ver. Socou aquele pau com força do jeito que eu gosto e depois de um tempo, gozou.
Tirou o pau de mim e fechou a calça, saindo de perto e me mandou ir me lavar,sem dar muita confiança.

Eu num misto de satisfação, tesão e raiva fui pra casa, sem entender. Afinal, eu pensei que ele iria ficar todo empolgado em tem me comido…

Não vi nem ouvi som na casa por alguns dias. e comecei a ter medo que desse problema pro meu casamento.
então na quinta de manhã acordo com uma mensagem no celular de foto, uma deliciosa foto de um pau duro babadinho e a mensagem era dele, dizendo que queria me fuder!

Fiz charminho uns minutos mas logo fui bater na porta dele. Afinal, macho que me faz gozar muito é raro e eu tinha que valorizar!

Assim que eu entrei ele veio nu, e eu pude vera quele pau gostoso, com tamanho normal mas duro feito pedra e me agarrando e me deixando nua, rasgando minha roupa e dizendo que puta dele tem que ficar peladinha… adorei a recepção e o tesão só aumentou!

Me mordeu o pescoço, mamou beijou, chupou, enquanto as mão me fodiam a xotinha e o cuzinho, e eu rebolava feito uma cadelinha,depois que dei a primeira gozada ele me empurrou pra mesa e me deixou com abunda empinada pra ele, e falou que era assim que puta tem que se comportar, me socou o pau na buceta e depois de umas socadas, senti a cabeça forçando meu cu,e eu que adoro ser enrabada, arrebitei e fui ajudando a entrar de uma vez só.

Urrei de dor e tesão e ele segurando meus cabelos socava sem parar até gozar gostoso no meu rabinho.

Pensei, -agora ele me dispensa. Mas quando comecei a recolher os pedaços de vestido que estava no chão ele disse;-Onde você pensa que vai, minha putinha?

Ligou o som, numa musica meio lenta, sentou no sofá e me mandou dançar e me oferecer pra ele… eu já acendi novamente, me sentindo a putinha mais sortuda do mundo, enquanto ele mexia no pau, simulando uma punheta, já meio duro… rebolei, me abri, fiz muito charminho louca por mais uma foda daquelas, até que o pauzão estava pronto, e ele me mandou ficar de quatro onde estava, um pouco distante dele e vir engatinhando direto pro pau e chupar.

Eu obedeci, porque sou dessas… e mamei muito,mamei, mordi, chupei, lambi, engoli todinho chupei as bolas, dei um trato delicioso que cheguei a gozar com o dedo que ele enfiou no meu rabinho, e fiz ele gozar tudo, muita porra e bebi, obedecendo meu macho.

Ele catou meus cabelos, levantou me puxando, e eu toda mole de tanto gozar, fui beijada e aí sim, ele me mandou voltar pra casa e descansar, que quando ele quisesse, mandaria eu vir.
E eu obedeço sempre! Mesmo quando meu maridinho esta em casa, dou um jeito de satisfazer meu macho!

XXXX

Especialistas dizem que o mito de que pessoas mais velhas não têm sexo deve ser desfeito. O assunto será discutido no encontro anual da Sociedade Britânica de Gerontologia, que acontece em Birmingham, na Inglaterra. Pesquisadores alegam que o sexo tem um papel fundamental da vida de pessoas da terceira idade, embora muitos acreditem que os idosos são assexuados. Na opinião dos estudiosos, esse tipo de atitude faz com que os mais velhos sejam ainda mais marginalizados.

IGOR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *