Temos uma relação muito gostosa…

PACIENTE 24119-1

Meu nome Bruna tenho 29 anos, sou clara bronzeada do sol tenho 1.75 de altura peitos grandes redondos e macios, cabelos grandes. 

Sou vaidosa sempre de unhas pintadas de preferência vermelhas.  Sou casada há 10 anos meu marido Pedro tem 32 anos, alto tem 1.90 de altura, branco com pele bronzeada e olhos castanhos quase verdes e tem uma, rola (aiiiii), grossa e gostosa. Só de pensar na rola dele fico doida de tesão, minha buce tinha está molhadinha e sentindo arrepios de tesão pelo corpo só em pensar em nós. Temos uma relação muito gostosa, somos muito safados. Deu vontade, a gente trepa em qualquer lugar.
Comecei a ter curiosidades em relação anal, pois tenho um grupo de meninas e falamos muitas putarias e isso me deixa mais excitada ainda.
Fiquei o dia todo lhe mandando mensagem de putaria e fotos minhas peladas, seio quanto ele fica excitado com isso. Quando ele chegou coloquei-o no carro,vendei seus olhos e levei-o para um Motel. Quando chegamos ele ficou louco de excitação com a surpresa, já chegou de pau duro,aquela rola explodindo pelo short sem sunga estava me deixando louca.
Começamos com uns drinks, queria deixa ele altinho pois queria dar meu cu, ele nunca tinha comido um e nem eu tinha dado. Coloquei-o na cama de bruços com uma música bem excitante e comecei fazer uma massagem com um óleo de massagem.Cheguei baixinho no seu ouvido e lhe disse: “Sua mulher me pagou para eu foder com você, ela me pediu uma puta casada, pois você adora comer mulher casada”,nesse momento ele se arrepiou todo de tesão e a piroca dele linda e grossa me chamando. Comecei a massagem com leves toques, como ele estava de bruços beijei toda a sua budinha, linda por sinal, e cheguei nas suas bolas. Comecei a chupar e com amão fui acariciando seu pênis fazendo movimentos circulares, depois de vai evem passava a língua atrás das bolas deixando-o louco, cai de boca no seu pau,chupei tanto, mais tanto. Ele gozou, engoli tudo, sabia que isso o deixaria louco. Que piroca gostosa!!!! Ele se virou me pegou pelo cabelo e falou: sua puta agora é a minha vez! Começou ame beijar toda, falava no meu ouvido o quanto me desejava o quanto seu pau estava latejando que eu era a sua puta preferida que ele iria me foder com força. Eu gemia, gritava de tanto prazer, buceta extremamente encharcada.
Ele foi descendo com a sua boca e começou a passar a língua pelo meu corpo ai começou a passar sua mão bem delicada na minha bucetinha ainda de calcinha,passando os dedos bem de leve colocou a minha calcinha para o lado e começou a passar a língua na minha virilha bem suave, meu corpo estremecia de tanto prazer. Ele me olhou com uma cara de safado e falou: “agora vou chupar seu grelo e você vai gozar na minha língua.” Colocou seu dedo bem suave e ao mesmo tempo firme na minha vagina e com a língua me chupando. Que boca macia. PUTA QUE PARIU. GOZEI, GOZEI MUITO!!! Jogo ele na cama e começo a cavalgar deixando-o louco de tesão, ele fala no meu ouvido para eu ficar de quatro que ele vai fuder toda a minha bucetinha. Ele sabe que amo fuder de quatro. Ele colocou o dedinho no meu cu e começou a colocar de leve, e eu ficando mais excitada, a sua piroca latejando na minha buceta e ele fazendo isso foi quando eu pedi come meu cu, já sabia que ele estava louco de tesão e eu já tinha falado com ele que estava tendo vontades de dar meu cu para ele. Ele me olhou e colocou bem devagarzinho e fomos aumentando a velocidade, que sensação gostosa de prazer. Ele gozou com tanta vontade que escorreu porra do meu cu.
Abraçamo-nos ainda bem suados, aquele cheiro gostoso do sexo ainda no quarto e rimos de prazer. Foi uma das melhores fodas das nossas vidas. Depois disso ele vive pedindo meu cuzinho. 

Se para alguns o sexo anal é uma forma de apimentar a relação, outros nem cogitam a possibilidade de fazê-lo, seja porque não gostam ou porque acreditam que é perigoso, sujo, faz mal ou simplesmente porque dói. Mas,  os muitos tabus que cercam esse tipo de sexo o tornam um prato cheio para inverdades.  Só que, assim como qualquer outra prática íntima, o sexo anal requer certos cuidados com a saúde, preparo psicológico, respeito e delicadeza. De maneira geral, não costuma trazer complicações – desde que seja consensual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *