PACIENTE 31321

Não tive coragem de contar em seu consultório… Assim resolvi mandar por e-mail.

“Tudo começou tem umas duas semanas,era um dia calmo,tudo estava normal,até q de tarde eu recebi uma mensagem de uma amiga minha falando q a mãe dela descobriu das fotos q eu posto e falou pro meu pai,e q meu pai iria conversar cmg.
Na hr eu fiquei um pouco nervosa mas dps nem liguei tanto,afinal já tinha 18 anos e podia fazer oq quisesse na internet então deixei isso de lado.Como meu pai chega sempre tarde do trabalho eu não precisava me preocupar com isso no dia,provavelmente ele falaria comigo no dia seguinte então levei o dia normal.
A noite eu sempre costumo dormir do msm jeito,com um short bem curto e confortável e uma camisola q faziam parte do msm conjunto.Eu já estava preparada pra dormir quando escuto q meu pai chegou em casa,então rapidamente fingi estar dormindo pq ele costuma sempre quando chega entrar no meu quarto e me dar um beijo,então eu fiz isso,fechei os olhos e esperei.
Alguns minutos depois meu pai entra no quarto fazendo mais silêncio do q ele costuma,ele fecha a porta,se aproxima de mim e pergunta se eu estava acordada,eu n respondi nd,então eu escuto um barulho q parecia um zíper abrindo,fiquei curiosa mas mantive o olho fechado,então eu sinto a mão dele tirando o meu cobertor de cima de mim,eu estava começando a achar aquilo estranho quando o q eu menos esperava aconteceu,msm com o olho fechado conseguia ver uma luz q apagava e acendia sempre,n aguentei e abri o olho o mínimo possível e me surpreendi,meu pai estava tirando fotos da minha bunda com o flash do celular enquanto batia uma punheta com a outra mão.Eu fiquei sem reação,estava começando a tremer por causa do ar condicionado q estava ligado e eu estava sem coberta,tentei controlar o mínimo meus movimentos pq queria saber oq ia acontecer no final.Dps de um tempo de tirar fotos ele apontou o celular pro pau dele q estava próximo da minha bunda enquanto se masturbava,provavelmente ele estava filmando,as vezes ele largava o pau e passava a mão bem de leve na minha bunda,eu realmente estava achando aquilo uma delícia,mas ainda estava preocupada,eu n sabia onde ia parar,até q do nd ele parou,colocou a calça e saiu do quarto.
Eu estava mto assustada,mas ao msm tempo um sentimento de q eu queria q ele continuasse tomava o meu corpo.
No dia seguinte quando eu acordei meu pai já havia saído,n conseguia tirar da cabeça a imagem da noite anterior,eu estava disposta a fingir q nd tinha acontecido mas ainda queria provocar um pouco pra ver oq ia acontecer.
De noite antes de eu dormir eu mudei um pouco as coisas,deixei a porta do meu quarto q um pouco aberta(ela ficava sempre fechada)e decidi dormir só de calcinha e camisa,queria saber qual a reação dele.N demorou mto e estou já estava prestes a descobrir,escutei o barulho dele chegando e já fingi q estava dormindo,ele demorou um pouco mais dessa vez mas chegou.
Pelo q eu podia ver com meus olhos um pouco abertos ele estava só de cueca,e oq parecia ser uma toalha na mão.Ele se aproximou de mim,perguntou se eu estava acordada e eu dnv n reepondi nd,ele colocou a toalha em cima da minha cama e tirou meu lençol dnv,eu fiz questão de deixar a minha bunda bem visível pra quando ele tirasse o lençol,n consegui ver a reação dele mas aposto q ficou bem feliz em ver a bunda da sua filha.
Ele n demorou mto e já começou a bater uma punheta enquanto alisava minha bunda,minha vontade era de perguntar se tava bom mas eu me contive,dps de um tempo ele com cuidado me virou de barriga pra cima e foi levantando minha camisa lentamente,eu fiquei toda arrepiada,ele passava a mão no meu peito enquanto eu ouvia a mão dele fazendo aqueles movimentos com o pau dele,dps de um tempo nessa posição ele me virou dnv,dessa vez n foi tão delicado e eu poderia ter “acordado” se quisesse,mas me mantive quieta.Ele pegou a toalha q estava na cama e cobriu minha bunda com ela,nessa hora eu já imaginava oq ele ia fazer e n deu outra,pouco tempo eu ouvi os baixos gemidos dele e senti um pouco da porra dele em mim,ele tinha acabado de gozar naquela toalha.Dps disso ele limpou oq tinha me sujado me tapou dnv e saiu do quarto.Eu sabia q aquilo era errado,mas estava disposta a avançar mais um passo.
O dia seguinte foi exatamente igual,n vi ele dnv e a noite já estava me preparando pra uma surpresa pra ele.Eu já tinha pensado em tudo,quando ele abriu a porta do quarto novamente só de cueca e dessa vez só com o celular na mão a expressão dele foi de surpresa ao ver q eu estava acordada e esperando ele.
-Tá fazendo oq acordada essa hr?
-E vc tá fazendo oq sem roupa no meu quarto essa hr?
Pra minha surpresa ele estava bem calmo pra situação q ele estava metido.
-Vim conversar com vc sobre uma coisa q me contaram.
-Vc podia ter contado antes de ontem quando entrou no quarto e começou a passar a mão em mim né?
A expressão dele continuava calma.
-Então vc tava acordada msm.
-Sim,eu tava.
-Pq n contou nd pra ngm?
-Eu n vou fazer isso pai.Só queria q vc me explicasse o pq disso.
Ele se aproximou e sentou na cama.
-Me mostraram as fotos q vc posta na internet.
-Oq tem?Eu tenho mais de 18,já posso fazer isso.
-Eu sei,n estou bravo,é q quando me mostraram eu vi como vc cresceu e ficou linda.
Eu me perguntava como ele dizia isso tão calmo,nesse momento eu estava super envergonha.
-Mas pq vc fez aquilo?Sabe.Pq vc ficou se tocando pra mim?
-Me desculpa de coração filha,eu n to mt bem ainda por causa da sua mãe,vc é linda igual a ela.Eu juro q nunca mais vou fazer isso.
Pela primeira vez eu senti q ele estava demonstrando algm emoção na nossa conserva.
-Tá bom pai,sem problema.Vem cá.
Eu dei um abraço nele e falei q amava ele,ele tbm respondeu q me amava.As coisas n sairam do jeito q eu tinha planejado,mas eu ainda podia tentar algm coisa,então falei pra ele:
-Olha,eu n ligo de vc fazer essas coisas,mas quando quiser me avisa q eu te ajudo tá?
Ele fez uma cara de confuso e respondeu:
-Como assim?
Ué.Vc ia fazer isso hj dnv né?Eu te ajudo.
Ele sorriu pra mim e respondeu:
-Tem ctz?
-Sim,mas vai ser oq eu quero ok?
-Tá bom filha muito obrigado.
Meu coração começou a bater rápido,então eu pedia pra q ele levantasse,ele foi na hora,eu passei a mão por cima da cueca e ele deu uma risada,eu respondi com um sorriso tímido pra ele.Eu estava sentada na minha cama e ele em pé na minha frente,comecei a abaixar a cueca dele lentamente e ele já estava bem duro,n sei dizer o tamanho pq nem pensei nisso na hora,só comecei a masturbar ele bem lentamente.Ele falou q n era assim e q se fizer seco n é bom,aí ele pediu pra eu cuspir na mão e passar no pau dele,eu falou q estava melhor então eu comecei dnv com os movimentos lentos q iam ficando mais rápidos e dps ficavam lentos dnv.
Então ele me falou:
-Coloca na sua boquinha pra mim meu amor?
-Hj não,vc n tá merecendo.
E olhei pra ele com cara de safada.
Ele deu uma risadinha,e começou a gemer baixinho.Eu perguntei pra ele se tava gostoso e ele respondeu q tava mto e começou a me chamar de várias coisas.Me chamou de vadia,putinha,safada,delícia e várias outras coisas,eu estava adorando e comecei a bater pra ele cada vez mais rápido.Ele pediu pra mim começar a gemer tbm e eu comecei bem baixinho,até q ele falou q n estava aguentando mais,antes de eu conseguir pegar o meu lençol e pedir pra ele gozar ali,ele me seguro pelo queixo apontou o pau pra minha cara e começou a gozar.Foi uma sensação mt estranha no começo,aquela coisa,quente e com cheiro estranho tudo indo na minha cara,eu só consegui fechar a boca e os olhos enquanto ele gemia de prazer e atirava tudo na minha cara.Eu n estava com raiva dele mas reclamei msm assim pq foi mt de repente q ele fez isso.Quando ele saiu do quarto olhei minha cara no espelho e adorei o q vi,aquela porra escorrendo pela minha cara tava me deixando maluca,então eu decidi fazer uma coisa q nunca tinha pensado,passei os dedos na minha recolhendo todo aquele esperma e botei tudo na minha boca,tudo isso enquanto me olhava no espelho.O gosto era horrível mas ainda assim eu fiz questão de engolir tudo q meu pai deixou no meu rostinho.”


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *