Vamos lá Natália, me descreva aquele dia em Recife, me diga com suas palavras como foi que aconteceu.

Bem, eu estava com meu marido passando um fim de semana num belo hotel em Recife e, no domingo, quando acordei, meu marido já havia acordado, tomado o café, e disse que o Gustavo, um amigo nosso que morava lá, tinha nos chamado para dar um passeio pela orla. Como eu tinha acabado de acordar, disse que preferia ficar no hotel, tomar o café e depois iria pra piscina lhe esperar. Nosso amigo passou no hotel e o pegou.

Fui tomar o café, sem nenhuma pretensão, com um short branco bem colado, tamanco alto de praia, como gosto de usar, quando percebi um cara olhando pra mim. Achei ele um gato e dei uma correspondida pra demonstrar que estava gostando, e disfarçando, porque você estava com uns amigos.

Quando saí pra voltar ao apartamento, você também veio e pegamos o mesmo elevador, só nós dois, e você investiu logo, elogiando minha beleza e perguntando se eu estava só. Quando eu lhe disse que no momento sim, pois meu marido havia saído com um amigo, você me perguntou, e eu lhe disser o número do quarto em que estou ?

Logo depois que entrei, o telefone tocou, e era você. Batemos um papo rápido. Você então explicou que era do Rio de Janeiro e estava com uns colegas participando de um evento em Recife. Vendo o interesse seu, resolvi aproveitar a oportunidade, e o convidei e vir no meu apartamento, o que você aceitou de imediato.
Eu sabia que meu marido ia demorar a chegar. Mas, só por segurança, liguei pra ele e disse que quando estivesse voltando, desse um toque no meu celular, porque eu estava na academia do hotel ou na piscina, o que ele concordou.

Quando você entrou, foi logo me agarrando, beijando, ainda em pé, e me levou aos beijos até perto da cama, onde me colocou de costas, baixou meu short e lambeu minha bunda todinha.
– Ahhhhhh!! Que homem mais safado!! – falei quando você tirou minha minúscula calcinha, e passou a chupar minha xotinha e meu cuzinho.

Gemi bem gostoso quando você enfiou a língua no meu cuzinho e lambuzou ele todinho. Que delícia!! Depois de me deixar super excitada, você ofereceu seu pau gostoso pra eu chupar.
– Ohhhhh!!! Que boquinha mais molhadinha!! – você falou todo safado quando comecei a lamber e chupar sua pica, bem gostoso mesmo.

Eu chupei muito. E você simplesmente adorou. Depois de alguns minutos você me colocou de costas novamente, em pé e com o tronco debruçado sobre a cama.

– Quero comer seu cuzinho, Natália!! Fiquei doido pela sua bunda desde a hora que te vi!! – você disse e enfiou no meu cuzinho aos poucos. Em questão de segundos você estava bombando bem forte e rápido.

Huumm!! Só de lembrar como você estava castigando o meu rabinho eu fico toda excitada novamente. Você estava comendo meu cuzinho tão gostoso que você gozou rapidinho, e me fez gozar pelo meu ânus, coisa que eu adoro.

Descansamos uns 15 minutos e você já estava me chupando novamente. Você terminou de tirar a minha roupa e a sua também e mamou nos meus peitos, chupou minha xotinha e deitou por cima de mim, me penetrando bem gostoso.

– Isssoooo!! Meu macho gostosooooo!! Mete na sua putinhaaa!! – falei cheia de tesão e abri bem as pernas.

Agarrei você nos meus braços, beijando e rebolando debaixo, deixando você louco de tesão e adorando seu pau na minha xotinha e pedi que você gozasse dentro, com camisinha claro, porque adoro sentiu o tremor do pau gozando dentro de mim.

Quando vi que você ia gozar intensifiquei o rebolado e gozei juntoooo. Noosssaa!!!! Foi uma delícia. Fiquei desfalecida na cama, em êxtase. Você tomou um banho rápido, nos despedimos, trocamos o telefone e você foi embora. Peguei uma das camisinhas com o esperma que ele deixou pra eu esconder, derramei o esperma na minha bunda, barriga e peitos e deixei secar. Queria ver se meu marido ia sentir o cheiro.

Uns 20 minutos depois, meu marido ligou no meu celular, perguntou onde eu estava, e disse que estava chegando. Eu disse que estava subindo para o apartamento. Ele chegou e eu estava super excitada com a situação. Coloquei somente a calcinha preta e bem pequena, e fez quase o que você tinha feito comigo.

Ele estranhou um pouco minha excitação, mas entrou no clima e fiz ele me lamber do mesmo jeito que o você tinha feito a poucos minutos atrás.

Ele lambeu meu cuzinho como ele gosta de fazer e enfiou a língua lá dentro me levando a loucura! Fiquei doidinha da cabeça, só de lembrar que há poucos minutos eu tinha sido comida por outro homem, no cuzinho e na xotinha. Meu marido disse que eu estava tão excitada que o cheiro de sexo estava no ar.

E eu estava mesmo.

Pedi pra ele comer meu cuzinho naquela posição, a mesma que o você tinha comido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *