Menor aprendiz…

PACIENTE 10620

Nessa época tinha acabado de completar 17 anos, e logo fui contratada pra trabalhar como menor aprendiz em um escritório terceirizado, quando cheguei pro primeiro dia de trabalho, tive que passar por uma conversa com a dona da empresa, ela me explicou como funcionava e no que iria trabalhar. Menor aprendiz sempre trabalha revirando documento e comigo não foi diferente, e tinha muitas cópias para fazer deles. A copiadora ficava em outro setor e pra minha surpresa quem trabalhava nesse setor era o Lucas .

O Lucas era um homem um pouco forte, moreno, cabelos pretos, olhos castanhos e muito divertido, ele me chamou bastante atenção mas eu só fiquei nos olhares e acho que ele percebeu, ele me ensinou a mexer na copiadora, conversamos um pouco enquanto eu tirava cópia e depois fui para o meu setor, só que eu não conseguia tirar o Lucas da cabeça, eu queria muito ficar com ele e só pensava nisso. Dias se passaram, e toda vez que via ele o meu desejo aumentava cada vez mais. Como mexia nos documentos, sempre via nomes de funcionários no meio, foi quando descobri o nome e sobrenome dele e com isso só fiz procurar ele no Facebook, não foi difícil de achar e mandei logo solicitação.

Nesse dia quando fui pra casa, lembrei que tinha mandado solicitação pra ele e fui ver se havia aceitado, pra minha surpresa ele aceitou e foi só a porta de entrada pra eu começar a conversar com ele, conversamos sobre muita coisa até chegar no assunto sexo e ele disse que tinha ficado afim de mim e que queria ficar comigo e perguntou se poderia me pegar na escola no dia seguinte antes de irmos trabalhar, eu aceitei.

No outro dia no meio da aula ele me mandou mensagem dizendo que era pra confirmar o horário que eu iria sair pra ele poder me pegar, e mandei horário. Quando saio da escola ele já estava lá me esperando, a gente foi pra um local bem reservado mas ficamos no carro mesmo, e ele disse que estava doido pra me beijar e eu só falei: Pode me beijar a vontade. Nossa o beijo dele era tão gostoso, e ele tinha uma pegada que estava me deixando louca, naquele momento eu nem acreditava no que estava acontecendo, e comecei a ficar molhada, e ele perguntou se podia sentir minha boca no pau dele, eu só fiz que sim com a cabeça. Ele então abriu o zíper da calça, colocou o pau para fora e disse: então me chupa. Eu comecei a chupar aquele pau com bastante vontade, com bastante tesão e sentia o pau dele latejar na minha boca, e só escutava ele dizer: nossa, que boca gostosa, tu tem uma boca maravilhosa, tu sabe chupar um pau muito bem. Estava fazendo aquele movimento de vai e vem com a cabeça, babava aquele pau todo, lambia e passava a língua bem na cabeça dele, e sempre fazendo uma garganta profunda nele, que não demorou muito pra eu sentir os jatos de porra na minha boca e claro que como sou uma boa menina, tomei o leite todo, ele disse: teu boquete é maravilhoso, só que tínhamos que ir logo para empresa, mas não estava satisfeita, eu queria mais, queria aquele pau dentro da minha bucetinha.

Chegamos ele me deixou na porta da frente e foi estacionar o carro no portão de trás, logo entrei e fui pro banheiro, o escritório ficava dentro de um mini shopping, muito pequeno mesmo, onde só tinha escritórios. Mas o banheiro era exclusivo pro escritório onde eu trabalhava, o banheiro ficava em uma parte um pouco escondida desse mini shopping. Quando cheguei fui me trocar e colocar minha farda e entrei na empresa pra almoçar e ele já estava lá. Nesse dia em questão almoçamos apenas nós dois, e ele falou no meu ouvido que queria mais e que iria me esperar na porta do banheiro, quando terminei de almoçar fiz o que ele pediu, fui a caminho do banheiro e chegando lá, ele me puxou pro banheiro masculino e entramos em uma das cabines, nessa altura já estava começando a ficar excitada, e disse: agora tu vai levar pau sua putinha. Quando ele falou isso, eu fiquei molhada e ele me colocou de costas pra ele com as mãos na parede, abaixou minha calça, afastou minha calcinha pro lado e começou a me penetrar, eu nem acreditava que estava fudendo com ele, e eu só queria gemer naquele momento, ele colocou a mão por dentro da minha blusa e começou a pegar nos meus seios, eu toda empinadinha para ele e ele disse: deixa eu gozar no teu cuzinho putinha, deixa? Eu disse que sim, ele lubrificou bem o pau dele e devagarinho ele metia no meu cu, até sentir todo ele dentro e eu louca para gemer sentindo aquele pau todo no meu cuzinho, nessa hora alguém entra no banheiro e ele tampa minha boca com a mão dele e o pau dele todo enfiado no meu cu, e eu só pensava meu Deus eu espero que ninguém ouça nada e nem perceba nada, e enquanto isso ele continuava a meter no meu cuzinho com a mão na minha boca pra eu não fazer em nenhum barulho.

Não demorou muito para a pessoa ir embora, e a gente continuar com aquela safadeza dentro do banheiro, ele começou a fuder forte meu cu e eu estava me segurando pra não gemer alto, foi quando ele disse: eu vou gozar. Nessa hora pedi pra ele gozar na minha boca e ele só me colocou de joelhos e gozou tudo dentro da minha boca mais uma vez.

Ele disse que fui maravilhosa, e que foi uma das melhores transas que ele já tinha feito. Eu só fiz sorrir, então eu me limpei e a gente se vestiu e cada um saiu como se nada tivesse acontecido. Depois desse dia, a gente fudeu várias vezes no banheiro, no carro no motel e até hoje somos grandes amigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *