AS "SANTAS"

São mulheres vivendo os seus sonhos. Muitas acreditam em fadas, gnomos, príncipes, princesas e amores de outro mundo. Não. Elas não são loucas, nem doidas e nem pirada. Elas simplesmente desejam viver com prazer.

Arquivar 6 de setembro de 2021

Tudo parecia igual…

PACIENTE 6921.4 Era uma noite quente de verão, uma das segundas-feiras de dezembro. Quase como uma tradição, lá estavam todos, um grupo de amigos jogando futebol na quadra do bairro. Os meninos em ação e as meninas na torcida. Algumas iam por seus pais, outras por seus companheiros e tinha as que iam pelos amigos, que era o caso da nossa menina. Tudo parecia igual, desentendimentos futebolísticos masculinos e comentários e risadas na arquibancada. Até que ela o viu. Será que ele já esteve ali antes? Com certeza ela repararia. Precisava saber quem era o rapaz alto, de corpo magro…

Ler mais

…antes da pandemia.

PACIENTE 6921.3 Bom, o que vou relatar foi uma aventura no começo do ano passado, começo de fevereiro, antes da pandemia. Em fevereiro estava de férias em casa, entediada e comecei a usar um aplicativo para conversar com pessoas. Numa dessas, um homem, aparentando ser mais velho me manda mensagem e como estava sem fazer nada prossegui com a conversa. Antonio seu nome, tem cabelos grisalhos, 1,81m, um pouco acima do peso pelo que aparecia nas fotos e mora sozinho em Santos. Conversamos por uns 3 dias. Me surpreendi pois apesar da diferença de idade (ele tem 56 anos) conversamos…

Ler mais

Olá meu amigo, tudo bem com você?

PACIENTE 6921.2 Estou muito feliz com o carinhos de você comigo. Hoje vou contar como perdi minha virgindade. Eu tinha 16 para 17 anos, comecei a namorar com Renan, ele tinha 23 anos na época. Renan sempre foi uma pessoa maravilhosa, e bem tarado também, não me deixava em paz, sempre querendo transar comigo desde do primeiro dia de namoro. Eu sempre esquivando, saindo fora, o tempo foi passando alguma coisa já sedia pra ele, como deixar ele chupar os meus seios, de eu pegar no seu pau, e bate uma punheta pra ele, até que comecei a chupar o…

Ler mais

Não fique espantado Dr.

PACIENTE 6921.1 Olá Dr., o que vou relatar é tipo uma continuação, lembra do homem que sai pra beber e que ele era um pouco lento né, ele é amigo de trabalho do meu marido, aconteceu que insisti com meu marido para que chamasse alguns colegas pra vir a nossa casa, passar o domingão , assistir um jogo beber uma cerveja e descontrair, (minha intenção era o amigo do trabalho dele) pois bem, meu marido chamou um casal que trabalham na mesma empresa que ele e mais um colega, sim o cara lá que eu tinha mamado a uns dias…

Ler mais